Nesta quinta feira (10) Live com Almerindo Galo

Marcelo Bibita, considerado um dos maiores longboarders do Brasil, entrevista, nesta quinta feira (10), à partir das 20 horas, em sua live no Insta, uma das maiores lendas do surf imbitubense e catarinense. Ex-presidente e fundador da ASI, com quase 50 anos só de surf, e considerado o primeiro surfista de pranchão da Zimba, Almerindo ‘Galo’.

Ele surfa desde os 15 anos de idade, ainda na década de 70, Almerindo Jorge Filho, mais conhecido como ‘Galo’ ou ‘Galinho’, iniciou sua carreira no surf nas ‘pranchinhas’, e no início dos anos 80, conheceu o surf de longboard, ou pranchões. Ele é considerado o primeiro longboarder nativo de Imbituba.

Hoje com 63 anos de idade, o ‘Galinho’ da Zimba não quer fazer outra coisa, a não ser poder surfar até não aguentar mais. Por isso mesmo, confessa que está a 6 anos fazendo trabalho de pilátes com seu amigo Ricardo Nobre, e que os resultados tem sido excelentes. “A gente com a idade avançando, vai sentido a diferença. Todos deveriam fazer pilates. São 6 anos fazendo e sem arrependimentos“.

Seu estilo inconfundível, sua simpatia e alegria, são suas marcas registradas. Com elas, Almerindo se tornou um lenda ainda viva no surf imbitubense, catarinense e brasileiro. Nascido no Centro de Imbituba e hoje é morador do Bairro Vila Nova – de frente pro mar -, por onde passou, deixou sua marca registrada. E os locais da Zimba ficam orgulhosos de sempre verem ele dentro d’água. Quando ele chega no pico é “piu, piu… piu, piu” pra todo lado, outra marca registrada sua.

1º Presidente e fundador da ASI, Galo já disputou, praticamente, todos os eventos de long pelo Brasil

Com sua simpatia e seu estilo inconfundível, Almerindo Galo conquistou gerações do surf em Imbituba e pelo Brasil. Foto: Luana Panek.

Em meados dos anos 80, foi eleito o primeiro presidente da recém fundada Associação de Surf Imbitubense (ASI), quando os primeiros campeonatos oficiais começaram a acontecer na cidade. Como Almerindo mesmo conta, “Ninguém imagina como é fácil fazer campeonato de surf hoje em dia!!“.

Conferente aposentado do Porto de Imbituba, mas ainda na ativa após 40 anos de trabalhos prestados, Galo já viajou o Brasil, e alguns países da América Latina, além da Indonésia, para surfar. No Brasil, já disputou, praticamente, todos campeonatos de longboard que aconteceram nas últimas décadas, e virou uma figura conhecida, tanto pelo seu ótimo humor, quanto pelo seu estilo de surfar de pranchão.

As ondas da Costa Rica, El Salvador, Peru, Indonésia e Fernando de Noronha, já foram riscadas pelo pranchão do ‘Galinho’. Já nos anos 2000 Almerindo foi fundador da Associação de Longboard de Imbituba (ALI), Ele dá uma palhinha para o Surfemais das histórias que serão contadas na live e amanhã: “A gente é do tempo em que o Ivinho – Ivo Pimentel, outra lenda do surf em Imbituba falecido recentemente – fazia as cordinhas pra gente surfar, com cordinhas de varal trançadas“.

@jerilongfestival: Marcelo Bibita leva lendas do surf brasileiro para sua live

Aos 63 anos de idade, que serão completos agora em outubro, o Galinho não perde um momento de felicidade. Foto: Arquivo Pessoal.

Marcelo Bibita é considerado um dos maiores surfistas de pranchão do Brasil, além de um dos maiores ‘pororoqueiros’ do país, por ter surfado e batido recordes nas ondas das pororocas do Norte e Nordeste brasileiro.

Em tempos de pandemia, Bibita está diariamente trazendo a sua live figuras carimbadas do universo dos pranchões e outras feras que orbitam esse universo, como Edinho Leite, George Noronha, Rico de Souza, Rick Werneck, Cisco Aranã, Bruno Bocayuva e muitos outros que já passaram por lá.

A Live de Marcelo Bibita com Almerindo, Galo vai ao ar pelo Instagran @jerilongfestival, nesta quinta feira (10), à partir das 20 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *