Ondulação confirma e BWB dá Sinal Verde

Após indecisão gerada entre os especialistas, devido à previsão atípica, apesar da ondulação ter perdido força e potência, a BWB optou por dar o Sinal Verde e apostará, novamente, em um pico alternativo de big surf

Conforme atletas locais de Ondas Grandes de alguns picos de big surf em Santa Catarina, a especificidade desta ondulação (muito virada para leste e relativamente próxima da costa) apresenta aspectos prejudiciais aos picos tradicionais de big waves do sul do estado, pois como são virados mais para sul a ondulação poderá entrar muito para o meio da praia, sendo que na praia do Silveira poderá ficar muito difícil e perigoso entrar pelas pedras (que estarão recebendo as ondas de frente).

Desta maneira, a organização da BWB apostará novamente em um pico alternativo, raro de quebrar. Saulo Lyra, uma das lendas do surf brasileiro, é um dos surfistas locais que acha que devemos dar esta oportunidade para o norte de Santa Catarina, pois não é toda hora que aparece um swell de leste com bom tamanho. A costa norte do estado é mais virada para leste, ficando mais propícia a receber este swell.

Saulo ainda afirma que as ondas no norte do estado poderão estar menores do que no sul, porém, não é toda hora que quebra e que temos a oportunidade de ver os atletas locais pegando Ondas Grandes nestes picos. Ele acha que é uma aposta que poderá oferecer um ótimo entretenimento para os internautas expectadores.

big rider Thiago Jacaré concorda com Saulo e sugere que a BWB deixe as praias do sul de Santa Catarina para ondulações mais viradas de sul e/ou sudeste, que são mais frequentes e que quebram de frente para a costa sul do estado, oferecendo maior intensidade.

A data escolhida para a transmissão é sexta-feira, dia 23/04. A transmissão deverá ter início por volta das 9h da manhã e será realizada na página no Youtube da Cervejaria Dado Bier. Para você não perder a chamada, se inscreva na página e ative o “sininho”: https://www.youtube.com/channel/UCDiF0Y4mkr7RC4A6AghhodQ

Entre as praias que recebem bem ondulações de leste,e de sul e sudeste, a praia da Vila, em Imbituba, se destaca no sul do estado. Na foto, @patricvilasurfmuaythai. Foto: @hb.surfshot

            A divulgação da praia que estará recebendo a transmissão ao vivo se dará somente na hora, durante a transmissão, ao entrevistar atletas e personalidades locais que estarão passando pelo local. Isto se dará como forma de prevenir qualquer tipo de aglomeração, colaborando assim com as medidas de combate ao Covid-19.

            “Lembramos a todos que não é um evento, e sim apenas uma simples transmissão ao vivo do big surf que estará acontecendo no local, com o objetivo levar entretenimento às pessoas que gostam do big waves e que estarão em distanciamento social no conforto e na segurança dos seus lares”, reforça Reinaldo Jaeger, um dos gestores do projeto.

            “Outro benefício de poder acompanhar o show de big waves em casa é que os espectadores poderão estar acompanhados daquela Dado Bier gelada durante a sessão”, brinca Fred Leite, proprietário da Swell Eventos, produtora da transmissão.

Acompanhe as redes sociais da @bigwavesbrasil , o site oficial do Prêmio (www.surflandbrasil.com.br/bigwaves) e as próximas matérias na mídia!

O Prêmio é patrocinado pela Surfland Brasil e apresentado pela Mormaii, com co-patrocínio da Cervejaria Dado Bier, que está oferecendo duas transmissões ao vivo. Apoiam o Desafio: Banco CouldBreak; Apneia Surf Brasil; Hennek Surfboards; Session Store; Cigana’s House; Baiuka Pousada e Restaurante; Açaí Barbacuá; Site Waves; Index Krown; Protetor Solar Suntech; Advogada Flavia Correa Vieira.

A realização fica por conta da Big Waves Brasil (BWB) e da Swell Eventos. Toda a competição é homologada e supervisionada pela Federação Catarinense de Surf (FECASURF), que também fará parte da Banca Julgadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *