Praia da Vila, em Imbituba, de um novo ângulo

Um enorme swell atingiu o litoral sul catarinense semana passada, e os Xaras Snypers resolveram fazer uma façanha pouco vista até hoje em Imbituba. Posicionados na Ilha Santana de Dentro, na praia da Vila, conseguiram alguns dos raros momentos de uma ressaca, e o ângulo perfeito para fotos no principal Maracanã do surf nacional

Patrick Brasil fazendo seu revezamento entra uma foto e uma queda. Foto: Xaras Snypers.

Assim como todo litoral brasileiro, as fortes chuvas e ventos de maio, trazem não apenas a cobiçada tainha, bem como algumas das maiores e melhores ondas no sul do Brasil. Talvez, por esse motivo, a ancestral discussão entre pescadores e surfistas seja tão ferrenha nesta época do ano aqui no sul de SC.

Ainda bem que em muitos picos, as regras são decididas por surfistas e pescadores, com o olhar dos órgãos públicos, que veem o potencial econômico nas duas atividades. Todos os picos bombaram, a Silveira, em Garopaba, ainda na sexta feira (13), com o forte vento sul, e outros picos, como a praia da Vila, em Imbituba, e o Cardoso, em Laguna.

Ilha Santana de Dentro e a experiência de Carlos Capaverde

Direita perfeita na praia da Vila. Praia da Vila, Imbituba maio 2022. Foto Xaras Snypers.

Há cerca de 15 ou 20 anos atrás, uma das lendas do surf imbitubense, Carlos Capaverde, resolveu se aventurar na fotografia. Em um dado dia, com ondas que ultrapassavam facilmente os 15 pés, e com toda sua experiência, atravessou o canal em direção o ‘ilhote de terra’, como é chamada a Santana de Dentro, por diversos nativos.

Uma das fotos colhidas pelo Capa da ilha naquele dia correu como notícia na cidade, com o big rider Marcelinho Fortunado em uma esquerda que, facilmente, ultrapassava os 15 pés de altura. Muitos não acreditavam que alguém tivesse conseguido acessar o outside daquele mar. Era um mar grotesco, como foi definido há época, logo após a virada do vento sul para nordeste, e de extrema dificuldade de entrada, mesmo pelo canal.

Com todo o equipamento enrolado em sacolas plásticas, entre outras coisas, e numa mochila, Capaverde, pescador e sabedor das fortes correntes que habitam naquele local, conseguiu uma enorme façanha, mas, foram apenas algumas fotos distribuidas pra galera, que deixaram marcadas em segredo aquele novo ângulo de raros momentos em Imbituba. Aquela ressaca foi chamada de um dos ‘mares da década’.

Xaras Snypers: Patrick Avila e Patrick Brasil

Henrique de Bona, Giovane Rosa e Rafael Dalmata. Praia da Vila, Imbituba maio 2022. Foto Xaras Snypers.

Na mesma tocada, dois exímios atirados da praia da Vila, os dois Patricks, Patrick Ávila e Patrick Brasil, vinham programando há alguns meses de realizar novamente a façanha do Capaverde. Na verdade, o Àvila já havia feito isso, atravessado para ilha e captado bons momentos de surf, num mar com ondas com cerca de 8 a 10 pés.

Desta vez, com um equipamento melhor e bolsas impermeáveis, conseguiram levar tripé, máquina fotográfica e lente para a Santana de Dentro. Vale aqui destacar, que a experiência neste local, com ondas grandes e correntes extremamente fortes, conta muito. E os surfistas e pescadores do canto da Vila, conscientemente, se recusam a levar turistas lá para mante-las limpas e intocadas.

A ideia era se revesarem no surf e nas fotos. Mas, há alguns meses o Ávila, que além de big rider é instrutor de artes marciais, machucou a costela e está em fase final de recuparação. Sobrou para o Brasil ter que surfar aquelas ondas com mais de 12, 15 pés de face.

A façanha deu certo, as fotos ficaram ótimas, o ângulo é bem diferente das fotos comuns da praia da Vila que costumam ser vistas, e a ideia agora, é fazer outras investidas e melhorar os equipamentos. O resultado está ai, nas fotos dos Xaras Snypers.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *