Filhote de baleia encalha em praia de Imbituba e é levada pra Florianópolis

Um filhote de baleia cachalote-anão (Kogia sima) encalhou na praia da Ribanceira, em Imbituba, no amanhecer desta segunda-feira (19). Pescadores e moradores locais desencalharam o animal duas vezes, mas ele voltou para a areia. A equipe veterinária do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos PMP-BS/Udesc foi chamada e, com apoio do Instituto Australis, Laboratório de Zoologia da Udesc, conseguiu estabilizar o animal.

Horas depois, após muito esforço dos pesquisadores, o mamífero foi removido da praia imbitubense para a unidade móvel da R3 Animal e encaminhado para o Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CEPRAM), localizado no Bairro Rio Vermelho, em Florianópolis. A unidade móvel é preparada para transportar animais debilitados, reduzindo ao máximo o estresse, além de ser equipada com materiais para melhor atendê-lo clinicamente.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que auxiliou na escolta, o animal teve de ser transportado rapidamente por conta do risco de morte. Ele será avaliado pela equipe da R3 Animal, instituição que executa o PMP-BS na capital, e serão tomadas, se possível, medidas para dar início a reabilitação do mesmo, com o intuito de devolvê-lo ao seu habitat natural o mais breve possível.

Quando adulta, a baleia Cachalote Anão pode atingir até 2,7 metros e 300 kg. A gestação pode levar aproximadamente nove meses e a única cria nasce no final da primavera, com cerca de um metro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *