Catarinenses surfam ondas gigantes em Nazaré

Vini dos Santos e Thiago Jacaré enfrentaram ondulação histórica em Portugal

Thiago Jacaré em onda “da vida” em Nazaré. Foto: Diego Balestro/Divulgação

O ano começou movimentado para os atletas que surfam ondas gigantes no mundo. Uma grande ondulação gerada na região norte do Oceano Atlântico atingiu a Europa no último sábado, (08) proporcionando ondas de até 80 pés (25 metros).

A praia de Nazaré, em Portugal, é um dos locais mais favoráveis para receber ondulações gigantes. É lá que todos os anos os principais surfistas do mundo desafiam suas habilidades em busca de recordes, apesar do enorme risco envolvido.

Dezenas de brasileiros estão entre os surfistas que puxam os limites do surfe e do próprio corpo em busca das gigantes de Nazaré, como o campeão mundial Lucas Chumbo, o recordista mundial Rodrigo Koxa e a surfista Maya Gabeira. Entre eles, dois catarinenses que também estão ganhando destaque no cenário mundial: o manezinho Vini dos Santos e o surfista de Jaguaruna, Thiago Jacaré.

Vini dos Santos em Nazaré. Foto Leo Domingos Divulgação.

Vini dos Santos foi um dos surfistas de ondas grandes que mais se destacou no Brasil no ano passado, depois que uma onda surfada na remada por ele disputou o título de maior onda do ano da Liga Mundial de Surfe, a WSL. Embalado pelo resultado positivo Vini chegou antes da temporada este ano de Nazaré e apostou em ampliar as suas possibilidades surfando também de tow-in, quando o surfista é rebocado de jet ski.

Com o patrocínio da PharmaCanna que o ajudou a viabilizar o investimento para poder surfar com ajuda de um jet ski, Vini já conseguiu um feito inédito na carreira, surfar a maior onda da vida neste último swell.

Não sei dizer ao certo o tamanho da onda que eu surfei, mas a ondulação esse dia estava estimada em mais de 20 metros. Com certeza essa foi uma das maiores ondas da minha vida”, afirma Vini.

A onda de Vini está em desataque publicado nas redes sociais pela WSL, a liga mundial de surfe, junto com as ondas de outros surfistas de todo o mundo e também da onda de Lucas Chumbo, considerada a onda do dia em Nazaré.

Surfe de ondas gigantes precisa da ajuda de um Jet Ski para garantir a segurança dos atletas. Foto Cordas Divulgação

Sempre tive o sonho de surfar essa esquerda do primeiro pico, e felizmente consegui surfar essa onda e voltar são e salvo”, comenta dos Santos.

Outro catarinense que ganhou destaque nessa ondulação histórica é o surfista do Sul do Estado, Thiago Jacaré. O “Jaca”, como é conhecido entre os amigos, ganhou notoriedade por ter descoberto a maior onda do Brasil, a Laje da Jaguá, em Jaguarana no sul de Santa Catarina.

A laje da Jaguá é uma onda oceânica, que quebra a cerca de 5km da praia em cima de uma plataforma de pedras rasa e afiadas, que intimidam até os mais experientes surfistas. É com essa experiência que Jacaré se desafia em mais uma temporada na temida onda de Nazaré.

Experiência que deu a ele a oportunidade de surfar uma onda gigante, também a maior onda sua vida, colocando Santa Catarina como celeiro não só dos surfistas de competição, mas também de ondas grandes.

Ondulação histórica atingiu Nazaré, em Portugal. O surfista Vini dos Santos na onda. Foto Ana Catarina Divulgação

Eu sempre falo que eu já tive muito medo de surfar a Laje de Jaguá, porque ela é muito rasa. Em Nazaré o maior medo é pilotar o Jet Ski. Se um surfista cai da prancha ele fica em uma zona onde é muito sinistro fazer o resgate”, afirma Jacaré.

Essa direita se eu caio é muito arriscado porque ela é de frente pras pedras. A direita quase ninguém vai porque ela é muito perigosa. Na esquerda se o surfista cair ele fica de frente pra praia, na direita não, ele fica de frente pras pedras” finaliza Jacaré.

A temporada em Nazaré e no Atlântico Norte está só começando e novas ondulações gigantes podem atingir a costa ainda este mês. Os catarinenses vão continuar no local em busca das maiores ondulações do mundo.

Fonte: SCC10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *