Body-surfistas de Florianópolis realizam festival online de surfe de peito

Aberto para surfistas de peito de todo o Brasil, a participação é válida apenas em ondas brasileiras. A 4ª edição do Festival Uga-Buga de surfe de peito, organizado por surfistas de Florianópolis, será realizada pela primeira vez em formato digital, sendo uma oportunidade para a participação de atletas de todo o Brasil

Evento acontece de maneira online em 2021. Foto:Daniel Combat e Riko

Os interessados poderão se inscrever e compartilhar imagens de suas melhores ondas, concorrendo a diversas premiações das marcas Uga-Buga, Vissla e parceiros. As inscrições podem ser realizadas até 30 de maio no link da Uga Buga.

O evento é promovido anualmente pela marca Uga-Buga, nativa de Florianópolis, que transforma shapes de skate em handboards criativas. Agora em versão digital, os criadores da marca e organizadores do evento, Eduardo Barcellos e Maurício Afonso, buscam promover o acesso ao esporte de forma criativa neste momento de pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19).

Aberto para todo o Brasil, o evento reunirá imagens de atletas apenas em ondas brasileiras, valorizando como o país é rico em ondas e possui atletas de alto nível. Além das premiações finais, também serão distribuídas premiações extras durante os meses do evento.

Serão premiadas a melhor dupla de handsurf, pior vaca da temporada, melhor performance handsurf, melhor performance body surf masculino, melhor performance body surf feminino, maior onda da temporada e melhor fotografia do voto público, entre outros.

O envio das imagens deve ser feito de 1 de maio até 31 de agosto, em vídeo ou foto original, sem edição. Os resultados serão divulgados entre os dias 24 e 26 de setembro. Todos os inscritos receberão kits exclusivos do evento e poderão participar de todas as categorias.

A avaliação é feita totalmente em formato online, com jurados de Florianópolis e região, além de convidados de regiões selecionadas ao redor do país.

Evento acontece de maneira online em 2021. Foto: Igor Francisco e Edi Divulgação

Sabemos a importância do evento para o incentivo ao esporte, à saúde e ao bem-estar. Nos reinventamos e decidimos realizar o evento na versão digital, formato em que as pessoas poderão explorar locais que gostam de praticar o surfe. Mais do que premiar esses atletas, queremos oferecer oportunidades aos surfistas de peito, fotógrafos e filmmakers para que mostrem o seu talento”, afirma Maurício.

Somando todas as edições, já passaram pelo festival mais de 100 atletas, representando a cidade de Florianópolis e outros municípios de Santa Catarina.

“Buscamos a sustentabilidade e a arte dentro do esporte. O maior intuito do festival é fortalecer o esporte, especialmente o surfe de peito”, ressalta Eduardo.

Confira as regras:

  • Serão aceitas imagens de dentro e fora da água, em primeira ou terceira pessoa;
  • As imagens devem ser nítidas;
  • Os arquivos enviados devem ser originais, sem edição de qualquer natureza, estando dentro da data do período de recebimento das imagens;
  • O atleta deverá compartilhar os arquivos por meio do link compartilhado pela organização;
  • Qualquer imagem fora desses padrões será desconsiderada.

Fonte NDMais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *