Garopaba Viva lança novo alerta sobre o Surfland

Vídeo com Everton David, o ‘Preto’, um dos coordenadores do Movimento Garopaba Viva, foi lançado neste sábado (12) e apresentou situações anteriores em que entidades da cidade denunciaram irregularidades em outros empreendimentos, e que contavam com os mesmos envolvidos no empreendimento Surfland

Everton David, do Garopaba Viva, trazendo novas denúncias em vídeo. Foto: Reprodução vídeo Garopaba Viva.

Após lançar o primeiro vídeo relacionado denuncias ao empreendimento Surfland, próximo a praia do Ouvidor e Lagoa Encantada, ao sul de Garopaba, o Movimento Garopaba Viva volta a fazer novo alerta, apresentando outras situações que ocorreram na cidade e que, segundo Everton David, o ‘Preto’, um dos coordenadores do Movimento, envolviam os mesmos gestores, tanto privados quanto públicos.

O vídeo lançado neste sábado (12), e referendado não apenas para moradores da cidade, más para quem não reside em Garopaba, discorre sobre denúncias e ações na justiça envolvendo outros empreendimentos, um próximo ao bairro Palhocinha e ao centro da cidade, e outro na praia da Ferrugem, e que, segundo Everton, “a perícia apontou diversas irregularidades“.

Além disso, Everton destaca que em 2020, “saíram os resultados da perícia sobre os estudos a piscina de ondas apontando várias irregularidades neste processo, sendo todos eles do mesmo proprietário.

Comunidade se manifesta no vídeo: “Poder Público Municipal já está sendo citado no processo”

Logo em seguida, diversas pessoas descritas como moradores de Garopaba, aparecem no vídeo, contrariando ou tecendo algum comentário em destaque, em relação a instalação do empreendimento na cidade. Biólogos, nutricionistas, psicólogos, trabalhadores, professores, fotógrafo, surfistas, artista plástica, além de diversos outros seguimentos, bem como, pessoas envolvidas com o movimento quilombola na cidade, deixaram seu recado no vídeo.

Preto lembra que, “o Poder Público Municipal já está sendo citado no processo junto com o empreendedor“, e chama a comunidade “para fazer sua parte“. Ele também destacou o artigo 118 da Lei Orgânica do município de Garopaba onde é citado que ‘Todos tem o direito ao meio Ambiente ecologicamente equilibrado, incumbindo o Poder Municipal e a comunidade defendê-lo e preserva-lo‘, “para as próximas e futuras gerações“.

Se o Poder Público é omisso às questões ambientais do nosso município, a comunidade tem todo o direito legal de proteger nossos recursos naturais“, comentou Everton David ao final do vídeo.

Surfemais abriu espaço para o empreendimento se manifestar

Diante da primeira postagem feita aqui no site, intitulada ‘Garopaba Viva enquadra Surfland’, em que o movimento de moradores da cidade fez seu primeiro vídeo manifestando denúncias em relação ao empreendimento Surfland, o Surfemais entrou em contato com representantes do empreendimento e abriu espaço para que o Surfland pudesse fazer suas considerações.

O Surfemais recebeu como resposta através de um de seus diretores, que o empreendimento não iria se manifestar em relação as denúncias feitas pelo Garopaba Viva, que o projeto já estava aprovado, que qualquer informação seria dada ou devidamente esclarecida a seus investidores e clientes, e que tão em breve fosse possível, a comunidade seria chamada para apresentações e possíveis fomentos e apoio a atividades ambientais na região.

Nas semanas seguintes, o Surfemais também foi informado pelo Surfland sobre uma live – clique aqui para ver – que seria realizada entre o surfista, empresário e um dos maiores ícones do surf brasileiro e mundial, Ricardo Bocão, e Liege Ferreira, arquiteta e mestra em gestão ambiental, responsável pelo projeto do Surfland em Garopaba (SC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *