Miamar e Samoa Americana são admitidos pela ISA

Jovens surfistas de Mianmar participando do Campeonato Nacional de Surf e StandUp Paddle SUP. Foto SAM

ISA integra Associação de Surf de Mianmar (SAM) e a American Samoa Surfing Association (ASSA) como novas nações membros 

As duas novas Federações Nacionais elevam o total de membros da ISA para 108, destacando os esforços da ISA para aumentar o esporte do surf em todas as suas disciplinas em todos os continentes do globo, particularmente em nações não tradicionais do surf.

A ASSA fará história tendo o primeiro atleta samoano americano a competir em um evento da ISA nos próximos ISA World Surfing Games (WSG) de 2019, apresentados pela Vans, de 7 a 15 de setembro, em Miyazaki, Japão. Liam Wilson, de 16 anos, representará seu país com a chance de se qualificar para a estreia do Surf nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Além de competir no WSG, a ASSA está organizando um cronograma de competição nacional para promover e desenvolver o esporte no país. 

Liam Wilson fará história como o primeiro surfista samoano americano a representar seu país em qualquer evento global da ISA. Foto John Hook

Em Mianmar, a SAM enviará atletas para competir nos Jogos do Sudeste Asiático das Filipinas 2019 ainda este ano, os primeiros surfistas do país a participar de um evento poliesportivo do Movimento Olímpico. A SAM realizou o primeiro Campeonato Nacional de Mianmar de Surf e StandUp Paddle (SUP) de 25 a 26 de maio em Ngwe Saung com a participação de 32 competidores, também destacando o papel do SUP na comunidade ISA.

Com a missão de promover uma comunidade positiva para alavancar ainda mais o surf e esportes aquáticos relacionados, o SAM visa estabelecer uma base sólida para o surf em Mianmar, com foco no desenvolvimento da juventude do país. O SAM está treinando 30 crianças entre 8 e 17 anos para surfar na área de Ngwe Saung desde 2018. Como objetivo de longo prazo, o SAM pretende criar uma equipe nacional para participar de competições internacionais.

Fernando Aguerre Presidente da ISA

Segundo Fernando Aguerre, presidente da ISA, “Nossa visão final é ver a alegria do surf chegar a todos os cantos do globo. Queremos que as pessoas sejam capazes de sentir a felicidade que advém da conexão com o oceano e da onda. Estamos orgulhosos de receber Mianmar e Samoa Americana de braços abertos para a família ISA – uma comunidade internacional de surfistas que se estende por todos os continentes do mundo”.

Estamos ansiosos para trabalhar de mãos dadas com os líderes e surfistas dessas Federações Nacionais, seus Comitês Olímpicos Nacionais e os setores público e privado desses países para continuar crescendo e desenvolvendo o esporte, para que eventualmente possam ter equipes nacionais completas e potencialmente disputar a inclusão nos próximos Jogos Olímpicos “, completa Aguerre.

Phone Kyaw Moe Myint (Mianmar): “o surf agora se tornou mais do que um hobby”

Um jovem surfista surfando nas ondas de Mianmar. 
Foto: SAM

É com muito orgulho e prazer fazer parte da família ISA e começar nossa jornada no mundo do surf. Faz apenas três anos que o surf foi introduzido em Mianmar e muitas comunidades locais, principalmente crianças, realmente abraçaram o esporte. No passado, os pais das comunidades litorâneas sempre temiam o oceano, pois já havia reivindicado muitas vidas; no entanto, quando o surf foi introduzido, tudo isso mudou e as pessoas começaram a perceber a alegria que o oceano pode trazer”

Com o apoio da ISA e de nosso governo nacional, o surf agora se tornou mais do que um hobby, mas potencialmente uma saída para crianças pequenas terem um futuro brilhante no esporte. Esperamos ansiosamente trabalhar em estreita colaboração com o ISA no futuro e ajudar a desenvolver esse esporte em nosso país, que tem quase 2700 quilômetros de litoral de praia que ainda está para ser explorado em busca de grandes ondas. Estamos ansiosos para pegar ondas impressionantes para entrar e sair da água.”

Ben Goodwin (Samoa Americana): “Estamos ansiosos para conhecer outras nações membros”

Jamie O’brien entubando em Samoa americana. Foto: Damien Robertson

Tornar-se membro da ISA é uma porta aberta ao mundo em que existimos e temos uma bela ilha para praticar o esporte do surf. Nosso pessoal agora percebe que será reconhecido e conhecido pelo mundo que ama a água e utiliza o surf para ajudá-lo a manter o foco e a forma“, disse Goodwin.

Nosso jovem surfista Liam Wilson está tão animado para finalmente nos representar e espera mostrar ao mundo que ele estava esperando por esse momento para se juntar a outros jovens atletas de surf. Estamos ansiosos para conhecer outras nações membros e esperamos que um dia organizemos um evento internacional que todos gostem“, completou Ben.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *