20 de abril de 2024

Billabong Señoritas Open Pro abre o QS 1000 e o Pro Junior masculino no Peru

0

Os peruanos se destacaram nas boas ondas da quarta-feira – donos da casa ganharam 13 das 16 baterias do QS 1000 – Gabriel Ljubicic e Cristobal de Col fizeram os recordes do dia e as eliminatórias continuam na quinta-feira, a partir das 8h00

O peruano Cristobal de Col fez os recordes do QS 1000 na quarta-feira. Foto: Lorenzo Bazo/RDV Surf.

Os peruanos se destacaram na abertura do Billabong Señoritas Open Pro no Peru. Na quarta-feira de boas ondas na Playa Señoritas, foi dada a largada nas etapas masculinas do World Surf League (WSL) Qualifying Series (QS) e do Pro Junior. Os donos da casa ganharam 13 das 16 baterias das duas primeiras fases do QS 1000, com Cristobal de Col fazendo os recordes dessa competição, nota 8,50 e 14,73 pontos. Depois, foram realizados 12 confrontos do Pro Junior e o também peruano Gabriel Ljubicic fez a melhor apresentação do campeonato, com nota 9,00 e 16,03 pontos. As eliminatórias prosseguem nesta quinta-feira, a partir das 8h00 no Peru, 10h00 no Brasil, com as mulheres estreando no segundo dia, ao vivo pelo WorldSurfLeague.com. 

Este campeonato promovido pela RDV Surf no balneário de Punta Hermosa, em Lima, capital do Peru, está realizando o penúltimo QS masculino e feminino da temporada 2023/2024 da WSL South America, que classifica 7 homens e 3 mulheres para o Challenger Series, circuito de acesso para a elite do World Surf League Championship Tour. Além disso, também nas esquerdas perfeitas da Playa Señoritas, está abrindo as seletivas sul-americanas de 2024 para o Mundial Junior da WSL.

Na quarta-feira, somente os homens competiram nas 28 baterias disputadas, 16 das duas primeiras fases do QS 1000 e 12 do Pro Junior. O dia começou com uma grande baixa para o Peru, com o atual campeão sul-americano da WSL, Miguel Tudela, anunciando sua retirada do evento por ter sentido uma antiga contusão no joelho. Ele era um dos 16 cabeças de chave que só irão estrear na terceira fase do Billabong Señoritas Open Pro. As duas primeiras rolaram na quarta-feira, com os outros 40 participantes de 8 países, fazendo suas primeiras apresentações na Playa Señoritas.

Javier Swayne foi o primeiro peruano a brilhar com esse tubo nota 7,50. Foto: Mino Swayne/RDV Surf.

O campeonato começou com um peruano já se destacando, Javier Swayne, surfando o melhor tubo do dia na primeira bateria, que valeu nota 7,50. Ele passou junto com Juan Diego Rios e ambos estavam estreando em etapas do WSL Qualifying Series. Os peruanos eram maioria entre os 24 que entraram na primeira fase, com 14 surfistas contra 6 do Brasil, 1 da Argentina, 1 da Colômbia e 2 europeus que perderam no primeiro dia, 1 da Croácia e 1 da Rússia. Das 8 baterias, os peruanos ganharam 7 e a única exceção foi o colombiano Romeo Chavez.

Outros 16 surfistas entraram na segunda fase com os 16 classificados da rodada inicial. Essa batalha definiu os adversários dos 16 principais cabeças de chave do Billabong Señoritas Open Pro, os mais bem colocados no ranking da WSL South America que só estreiam na segunda fase. Novamente, o Peru era maioria com 18 surfistas, contra 9 do Brasil, 1 do Equador, 1 da Argentina, 1 do Chile, 1 da Colômbia e o russo Nikita Skublov. Os peruanos venceram 6 das 8 baterias, com o colombiano Romeo Chavez ganhando mais uma e o equatoriano Maximiliano Saenz vencendo a outra.

Cristobal de Col conquistou uma das 13 vitórias peruanas no QS no primeiro dia. Foto: Lorenzo Bazo/RDV Surf.

RECORDES DO DIA – Foi nessa segunda fase que novos recordes foram registrados. Na quinta bateria, o experiente Cristobal de Col acertou um aéreo incrível nas esquerdas de Señoritas e fez as maiores marcas do QS 1000. Ele aumentou para 14,73 pontos o maior somatório do campeonato, superando os 14,17 do também peruano Andres Echecopar na primeira fase. E sua melhor onda valeu 8,50, batendo o 7,50 do tubo do Javier Swayne. E outro peruano, Juninho Urcia, terminou o dia com a segunda maior nota do QS, 7,67. 

Estas marcas acabaram sendo ultrapassadas na competição dos surfistas com até 20 anos de idade, iniciada logo após a segunda fase do QS 1000. Na quarta bateria, o também peruano Gabriel Ljubicic registrou novos recordes no Billabong Señoritas Open Pro, 16,03 pontos com notas 9,00 e 7,03, que trocou pelo 7,00 da sua primeira onda. Ele já tinha disputado duas baterias no QS, passando a primeira e perdendo a segunda para o colombiano Romeo Chavez e o peruano Adrian de Osma. No Pro Junior, Gabriel Ljubicic ganhou as duas que disputou, essa dos recordes e a que fechou a quarta-feira no Peru.

Gabriel Ljubicic fez os recordes do dia com seu ataque de backside em Señoritas. Foto: Mino Swayne/RDV Surf.

BRASIL NA LISTA – Na categoria Pro Junior, foram realizadas as 8 baterias da rodada inicial e as 4 primeiras da segunda fase, quando estreiam os 16 cabeças de chave mais bem colocados no ranking da WSL South America de 2023. Ainda na primeira fase, outro peruano brilhou com a segunda maior nota do dia, Marcelo Huaman Ojeda, que recebeu 8,73 na sua melhor onda. Mas, na segunda fase, o Brasil começou a aparecer na lista dos recordes do Billabong Señoritas Open Pro. 

O semifinalista no último Mundial Junior da WSL, Leo Casal, estreou com vitória na primeira bateria, com o outro cabeça de chave passando em segundo lugar junto com ele, Mariano Maugere, do Peru. Na segunda, o brasileiro Rickson Falcão deu o seu show nas esquerdas de Señoritas, registrando o segundo maior somatório do dia, 15,33, somando notas 8,00 e 7,33. No confronto seguinte, Takeshi Oyama igualou o 7,33 com a potência do seu backside e completou com Samuel Joca, a terceira dobradinha brasileira no Pro Junior.

Luan Ferreyra conquistou uma das seis vitórias brasileiras no Pro Junior. Foto: Lorenzo Bazo/RDV Surf.

Já na bateria que fechou a quarta-feira, o peruano recordista absoluto do Billabong Señoritas Open Pro, Gabriel Ljubicic, conseguiu sua segunda vitória barrando o número 3 no ranking sul-americano Pro Junior da WSL South America em 2023, Gabriel Klaussner. Outro brasileiro, Guilherme Ferreira, avançou junto com ele para disputar classificação para as quartas de final na terceira fase. O atual campeão sul-americano, Ryan Kainalo, vai estrear na quinta bateria, que ficou para abrir a quinta-feira no Peru.

INÍCIO DAS ETAPAS FEMININAS – O segundo dia começa com os quatro confrontos restantes da segunda fase do Pro Junior masculino, depois serão iniciadas as etapas femininas do QS 1000 e do Pro Junior. No restante do dia, só as mulheres vão competir na Playa Señoritas e a previsão é de ondas bem maiores e mais desafiadoras do que na quarta-feira. Será a vez das 31 surfistas de 7 países se apresentarem em Punta Hermosa, com 21 delas participando do QS 1000 e do Pro Junior. São 16 competidoras do Peru, 7 do Brasil, 3 do Chile, 2 da Argentina, 1 do Equador, 1 da Venezuela e 1 de Porto Rico.

Miguel Tudela cancelou sua participação, mas atendeu aos fãs na praia. Foto: Mino Swayne/RDV Surf.

Entre elas, destaque para a tricampeã sul-americana da WSL South America, Daniella Rosas, a tetracampeã sul-americana Pro Junior, Sol Aguirre, que ficou em terceiro lugar no último Mundial Junior da WSL em janeiro na Califórnia, e as também peruanas Melanie GiuntaArena Rodriguez Vargas e Kalea Gervasi, vice-campeã sul-americana Pro Junior em 2023. Entre as brasileiras, tem a campeã sul-americana de 2021/2022, Sophia Medina, a atual campeã sul-americana Pro Junior, Isabelle Nalu, e a bicampeã da outra etapa do QS no Peru promovida pela RDV Surf em Punta Rocas, Laura Raupp.

RESULTADOS DA QUARTA-FEIRA NO BILLABONG SEÑORITAS OPEN PRO:

QS 1000 MASCULINO – 3.o=49.o lugar (60 pts) e 4.a=57.o lugar (57 pts):
1.a: 1-Juan Diego Rios (PER), 2-Javier Swayne (PER), 3-Tomas Goransky (ARG)
2.a: 1-Alejandro Bernales (PER), 2-Guilherme Carvalho (BRA), 3-Guilherme Fernandes (BRA), 4-Pedro Rian Lima (BRA)
3.a: 1-Andres Echecopar (PER), 2-Noah de Col (PER), 3-Santiago Tejerina (PER)
4.a: 1-Salvador Salas (PER), 2-Luis Henrique Araujo (BRA), 3-Stefano Mesinas Malca (PER)
5.a: 1-Mateo Guzman (PER), 2-Nikita Skublov (RUS)
6.a: 1-Raul Rios (PER), 2-Guilherme Ferreira (BRA), 3-Gabriel Villaran (PER)
7.a: 1-Romeo Chavez (COL), 2-Mateo Christodulu (PER), 3-Bastian Pierce (PER)
8.a: 1-Alex Mendez (PER), 2-Gabriel Ljubicic (PER), 3-Kelin Victoria (CRO)

SEGUNDA FASE – 3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=41.o lugar (63 pts):
1.a: 1-Juan Diego Rios (PER), 2-Tomas Tudela (PER), 3-Joaquin Muñoz Larreta (ARG), 4-Guilherme Carvalho (BRA)
2.a: 1-Jhonny Guerrero (PER), 2-Alejandro Bernales (PER), 3-Javier Swayne (PER), 4-Igor Shibata (BRA)
3.a: 1-Andres Echecopar (PER), 2-Takeshi Oyama (BRA), 3-Marcell Neves (BRA), 4-Luis Henrique Araujo (BRA)
4.a: 1-Maximiliano Saenz (ECU), 2-Noah de Col (PER), 3-Sean Goldszmidt (PER), 4-Salvador Salas (PER)
5.a: 1-Cristobal de Col (PER), 2-Eric Bahia (BRA), 3-Guilherme Ferreira (BRA), 4-Mateo Guzman (PER)
6.a: 1-Juninho Urcia (PER), 2-Raul Rios (PER), 3-Luan Ferreyra (BRA), 4-Nikita Skublov (RUS)
7.a: 1-Romeo Chavez (COL), 2-Adrian de Osma (PER), 3-Gabriel Ljubicic (PER), 4-João Artur de Holanda (BRA)
8.a: 1-Mariano Maugere (PER), 2-Roberto Araki (PER), 3-Mateo Christodulu (PER), 4-Alex Mendez (PER)

JUNIOR MASCULINO – 3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=41.o lugar (63 pts):
1.a: 1-Nicolas Oliveira (BRA), 2-Igor Shibata (BRA), 3-Santiago Tejerina (PER)
2.a: 1-Joaquin Muñoz Larreta (ARG), 2-Pol Huguet (PER), 3-Romeo Chavez (COL), 4-Sean Goldszmidt (PER)
3.a: 1-Mateo Christodulu (PER), 2-Noah de Col (PER), 3-Salvador Salas (PER), 4-Thiago Passeri (ARG)
4.a: 1-Gabriel Ljubicic (PER), 2-Guilherme Fernandes (BRA), 3-Mateo Guzman (PER), w.o-Kepa Mendia (EUA)
5.a: 1-Guilherme Carvalho (BRA), 2-João Victor Scharnovski (BRA), 3-Bastian Arevalo (PER), 4-Carlos Zevallos (PER)
6.a: 1-Kuhane Riva Riva Kapu (CHL), 2-Juan Diego Rios (PER), 3-Manuel Robles (PER), 4-Pedro Rian Liam (BRA)
7.a: 1-Luan Ferreyra (BRA), 2-Maximiliano Saenz (ECU), 3-Francisco Cosoleto (ARG), 4-Sebastian Oliver (PER)
8.a: 1-Marcelo Ojeda (PER), 2-Adrian de Osma (PER), 3-Yandel Merentes (VEN), 4-Luca Chipoco (PER)

JUNIOR MASCULINO – SEGUNDA FASE – estreia dos 16 cabeças de chave:
—————3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
1.a: 1-Leo Casal (BRA), 2-Mariano Maugere (PER), 3-Pol Huguet (PER), 4-Nicolas Oliveira (BRA)
2.a: 1-Rickson Falcão (BRA), 2-Joaquin Muñoz Larreta (ARG), 3-Cauet Frazão (BRA) e 4-Igor Shibata (BRA)
3.a: 1-Samuel Joca (BRA), 2-Takeshi Oyama (BRA), 3-Mateo Christodulu (PER), 4-Guilherme Fernandes (BRA)
4.a: 1-Gabriel Ljubicic (PER), 2-Guilherme Ferreira (BRA), 3-Gabriel Klaussner (BRA), 4-Noah de Col (PER)

PRÓXIMAS BATERIAS DO BILLABONG SEÑORITAS OPEN PRO:

JUNIOR MASCULINO – SEGUNDA FASE – estreia dos 16 cabeças de chave:
—————3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
5.a: Ryan Kainalo (BRA) e Bastian Pierce (PER), Guilherme Carvalho (BRA), Juan Diego Rios (PER)
6.a: Rodrigo Saldanha (BRA) e Tomas Goransky (ARG), Kuhane Riva Riva Rapu (CHL), João Victor Sharnovski (BRA)
7.a: Fabricio Rocha (BRA) e João Artur de Holanda (BRA), Luan Ferreyra (BRA), Adrian de Osma (PER)
8.a: Caio Costa (BRA) e Alejandro Bernales (PER), Marcelo Ojeda (PER), Maximiliano Saenz (ECU)

QS 1000 FEMININO – 3.a=17.o lugar (200 pts) e 4.a=25.o lugar (150 pts):
1.a: Sophia Medina (BRA), Rafaella Montesi (CHL), Sofia Artieda (PER)
2.a: Melanie Giunta (PER), Kalea Gervasi (PER), Aissa Chuman (PER), Valentina Escudero (PER)
3.a: Isabelle Nalu (BRA), Brianna Barthelmess (PER), Leilani Aguirre (PER)
4.a: Sol Aguirre (PER), Yasmin Neves (BRA), Genesis Garcia (ECU)
5.a: Laura Raupp (BRA), Camila Sanday (PER), Victoria Muñoz Larreta (ARG)
6.a: Arena Rodriguez Vargas (PER), Kiany Hyakutake (BRA), Catalina Zariquiey (PER)
7.a: Vera Jarisz (ARG), Luara Mandelli (BRA), Isidora Bulto (CHL)
8.a: Daniella Rosas (PER), Sophia Gonçalves (BRA), Maya Karl (PRI)

JUNIOR FEMININO – 3.a=17.o lugar (200 pts) e 4.a=25.o lugar (150 pts):
1.a: Laura Raupp (BRA), Maya Karl (PRI), Yasmin Neves (BRA)
2.a: Vera Jarisz (ARG), Arena Rodriguez Vargas (PER), Urpi Prado (PER), Valentina Escudero (PER)
3.a: Sofia Artieda (PER), Kiany Hyakutake (BRA), Victoria Muñoz Larreta (ARG)
4.a: Sophia Medina (BRA), Genesis Garcia (ECU), Isidora Bulto (CHL)
5.a: Isabelle Nalu (BRA), Aissa Chuman (PER), Catalina Zariquiey (PER)
6.a: Luara Mandelli (BRA), Brianna Barthelmess (PER), Nina Linder Mau (PER), Sophia Contreras (PER)
7.a: Sophia Gonçalves (BRA), Camila Sanday (PER), Kellyani Kelaiah Ortega (VEN), Cusi Linder Mau (PER)
8.a: Kalea Gervasi (PER), Rafaella Montesi (CHL), Chiara Bagoni Landeta (CHL)

QS 1000 – TERCEIRA FASE – estreia dos 16 cabeças de chave:
———3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
1.a: Edgard Groggia (BRA) e Lucca Mesinas (PER), Juan Diego Rios (PER), Alejandro Bernales (PER)
2.a: Valentin Neves (BRA) e Alonso Correa (PER), Jhonny Guerrero (PER), Tomas Tudela (PER)
3.a: Lucas Vicente (BRA) e Fernando Junior (BRA), Andres Echecopar (PER), Noah de Col (PER)
4.a: Rickson Falcão (BRA) e Cauet Frazão (BRA), Maximiliano Saenz (ECU), Takeshi Oyama (BRA)
5.a: Ryan Kainalo (BRA) e Gabriel Arturo Vargas (PER), Cristobal de Col (PER), Raul Rios (PER)
6.a: Rodrigo Saldanha (BRA) e Caio Costa (BRA), Juninho Urcia (PER), Eric Bahia (BRA)
7.a: Gabriel Klaussner (BRA) e Fabricio Rocha (BRA), Romeo Chavez (COL), Roberto Araki (CHL)
8.a: Leo Casal (BRA) e Samuel Joca (BRA), Mariano Maugere (PER), Adrian de Osma (PER)

JUNIOR – TERCEIRA FASE – 2 das 4 baterias já formadas na quarta-feira:
—1.o e 2.o=Quartas de Final / 3.o=9.o lugar (350 pts) e 4.o=13.o (295 pts)
1.a: Leo Casal (BRA), Takeshi Oyama (BRA), Rickson Falcão (BRA), Guilherme Ferreira (BRA)
2.a: Samuel Joca (BRA), Mariano Maugere (PER), Gabriel Ljubicic (PER), Joaquin Muñoz Larreta (ARG)

Fonte: João Carvalho – WSL Latin America Media Manager

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *