19 de maio de 2024

Estreia no Surfemais: ‘Os Campeões também erram’

0

O surfista e arbitro de surf, Katz Sullyvan, estreia no Surfemais sua coluna pontual sobre julgamento e arbitragem de surf. Além de toques sobre julgamento de surf, sempre que necessário nosso estreante do site será chamado para tirar dúvidas em questões pontuais ou polêmicas nos principais eventos de surf

Em meio a planetária polêmica envolvendo a bateria entre os brasileiros, Caio Ibeli e o Bicampeão Mundial de Surf, Gabriel Medina, durante a penúltima etapa do Mundial de Surf da WSL, em Peniche, Portugal, o Surfemais aproveita para lançar sua nova coluna sobre julgamento e arbitragem de surf.

Nela, o surfista e arbitro de surf em Santa Catarina, credenciado pela Federação Catarinense de Surf (Fecasurf), Katz Sullyvan, será chamado todas as vezes em que uma polêmica envolvendo julgamento em campeonatos de surf ocorrer, trazendo o embasamento técnico de quem conhece e vivencia o esporte.

Não será uma coluna periódica, mas estará disponível para mais esclarecimentos, tantos das polêmicas, quanto de tudo que envolve o tão aclamado e, ao mesmo tempo, criticado julgamento dentro de nosso esporte. Katz já avisa que a coluna não servirá para polemizar ainda mais, mas para esclarecer o que for necessário, de acordo com o que diz o livro de regras oficial do surf, adotado por boa parte das entidades em todo mundo.

Com a palavra, Katz Fernandes, sobre a polêmica da semana, envolvendo o Bicampeão Mundial, Gabriel Medina, e Caio Ibeli durante a etapa em Portugal :

Os Campeões também erram

https://www.instagram.com/p/B32kCEnpsk_/?utm_source=ig_web_copy_link

Refletindo sobre a ocorrida desclassificação polêmica de Gabriel Medina,  sobre  seu conterrâneo Caio Ibeli, chego a seguinte conclusão:

Como um atleta de seu nível, não conferiu a placa de prioridade ao chegar no outside?!! Se tivesse conferido antes, ele poderia gesticular para a torre e discordar da locação da P2 (prioridade 2). Apesar que, isso não faria muita diferença.

Por exemplo: Você acha que numa corrida de Fórmula 1, o piloto na pole position iria arrancar com sinal vermelho? Claro que não.

No seu depoimento Gabriel declarou : “A minha onda foi mais curta e a dele mais longa. Tanto que enquanto eu voltava para o outside, ele ainda estava surfando a onda dele. Quando cheguei no fundo tinha tanta certeza que a prioridade era minha, que nem olhei para a placa de prioridade”.

Referido sobre o comentário,  o atleta tem que olhar a placa e certificar de sua prioridade. Ao questionarem que foi um erro grotesco do quadro técnico da WSL, peço que reflitam comigo:

Numa situação em que está o atual líder do ranking na água, disputando uma bateria importantíssima para a conquista do seu terceiro título mundial, com toda tecnologia disponível na torre para minimizar erros, um quadro técnico altamente gabaritado e preparados para situações adversas,  acredito ser muito difícil o quadro de arbitragem ter errado. e ainda, a WSL voltar atrás na decisão. Sendo que o Caio Ibeli é um exímio competidor desde o tempo de amador.

Resumindo, Medina foi imprudente e irresponsável, pois estava com uma larga vantagem no placar e não poderia ter cometido aquela interferência num momento tão importante na busca desse Título.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *