2 de março de 2024

Felipe Oliveira levou a melhor no CBSurf Pro Tour de São Chico (SC). Foto: Marcio David.

Felipe Oliveira vence e Tainá Hinckel supera líderes na 2ª etapa do CBSurf Pro Tour 2019 no norte de SC

Terminou neste sábado (31), na Prainha, em São Francisco do Sul, a 2ª etapa do CBSurf Pro Tour 2019, evento organizado pela Confederação Brasileira de Surf (CBS), e que fazia parte do São Chico Brasileiro de Surf 2019, em ondas em torno de 4 pés em média. Apresentado pro Silverbay, teve como vencedores nas categorias Profissionais masculino e feminino, o paulista Felipe Oliveira e a catarinense Tainá Hinckel.

No final de semana passado, a Prainha também recebeu a 2ª etapa do CBSurf Júnior Tour transformando a cidade durante duas semanas na Capital Brasileira de Surf. ! “Em nome do Prefeito Renato Gama Lobo e do Vice Dr Walmor, gostaria de agradecer a oportunidade e o privilégio de receber três eventos dessa magnitude, três finais de semanas intensos de surfe. O Esporte e o Turismo São Francisquense agradecem a presença e a participação de todos, e a união de esforços para que este evento viesse para São Francisco do Sul. Eu queria agradecer à Federação, à Confederação, à Associação, ao Ní (Pro-Ilha Surfboards), o nosso sempre parceiro de longa data do Surfe Francisquense”, diz o Secretário Municipal de Esportes Juliani de Barros, durante a cerimônia de premiação.

Tainá Hinckel imbatível: Vitória somou-se às vitórias na semana passada

Três vitórias em uma semana: Tainá fez história em São Chico. Foto: Márcio David.

No final de semana passado a atleta catarinense foi a grande Campeã das duas categorias Femininas (Sub16 e Sub18) da segunda etapa do Circuito CBSurf Junior Tour 2019, que abriu a semana São Chico Brasileiro de Surf.

Agora, neste final de semana ela foi a grande Campeã da categoria Profissional da segunda etapa do Circuito CBSurf Pro Tour 2019, fechando o seu desempenho com 100% de aproveitamento na Prainha.

Graças a Deus três vitórias seguidas, eu tenho treinado muito para isso, estou confiante no meu surfe, com grandes metas para este ano”, exalta Tainá. “Ganhar uma etapa do Circuito Brasileiro Profissional significa muito para mim, principalmente porque eu tenho somente 16 anos, então estou começando ainda a minha carreira, e poder ter o suporte de campeonatos brasileiros e também de patrocinadores que estão cada vez mais apoiando o surfe é muito bom. Eu estou muito feliz em ter ganhado. Quero agradecer a todos pela organização do evento, que estava incrível”, finaliza a atleta durante a cerimônia de premiação.

A paulista Julia Santos, que estava brigando pela liderança do ranking, ficou com a segunda colocação. Rio de Janeiro comprovou que está com uma categoria Feminina muito forte e ocupou a terceira e quarta colocação, com Gabriela Teixeira e Julia Duarte (Líder do Ranking Brasileiro Sub18), respectivamente.

Felipe Oliveira detonando nas finais: Briga aérea com Edson de Prá

Felipe Oliveira carregado nos braços após a final eletrizante. Foto: Márcio David.

Uma final entre quatro estados diferentes. Felipe Oliveira representando São Paulo, Edson de Prá representando o Paraná, Alan Donato representando Pernambuco e Luan Wood (Líder do Ranking Catarinense Profissional 2019) representando os catarinenses.

No meio da bateria final, o paranaense Edson de Prá voou nas ondas da Prainha e assumiu a liderança com uma nota 6,,67. Mas, o local de São Sebastião, Felipe Oliveira, achou uma direita que ofereceu uma excelente parte crítica, suficiente para a execução de um lindo aéreo, que rendeu a nota 7,33, e pulou para a liderança da bateria, com tranquilidade para segurar o resultado até o final e sagrar-se o Campeão da etapa.

Eu gostaria de agradecer primeiramente a Deus, por ter me mandado as ondas, por ter me guiado a semana inteira. Estou muito feliz pelo resultado, por estar nessa final com estes monstros, é a minha primeira final Profissional, e conseguindo já um título eu fico muito feliz. Vim trabalhando bastante para chegar nesse momento. Agora é só comemorar, o evento está de parabéns, toda a organização, altas ondas todos os dias”, diz Felipe no pódio.

A união para fortalecer o surfe brasileiro e catarinense

Reiginaldo Ferreira agradeceu a todos e a parceria com a CBS. Foto: Márcio David.

Em resposta ao fato de haver poucos catarinenses no Ranking Brasileiro Profissional, Reiginaldo Ferreira, Presidente da FECASURF (Federação Catarinense de Surf), utilizou uma estratégia eficaz de fazer parceria com a Confederação Brasileira de Surf para trazer etapas dos Circuitos Brasileiros para Santa Catarina.

Quero dizer que agora os catarinenses estão no Ranking Profissional Brasileiro. Nós tínhamos um problema que possuíamos apenas o Luan Wood como ranqueado na CBSurf, e hoje, aqui neste evento, temos mais do que 25% de atletas catarinenses, temos agora os nossos atletas ranqueados no Profissional, que é um trabalho novo, que eu acredito que é promissor, e tenho certeza que nós vamos ver resultado”, comemora Reiginaldo.

Adalvo Argolo, Presidente da CBSurf, complementa, explicando que este “é um processo natural, a gente vai a cada região e a cada hora vai tendo mais adesão das regiões em que a gente vem fazendo os eventos, e esse é um processo natural, a cada dia a gente vai ganhando credibilidade. É o segundo ano que a CBSurf está fazendo o Circuito Profissional, então a gente sabe que tudo tem o seu tempo de maturidade, e a ideia é que a gente vá melhorando o Circuito, e assim a gente vai ter atletas do Brasil inteiro, grandes nomes do surfe”.

#SumidouroFree

Stand da ASPrainha. Foto: Márcio David.

A Associação é nova, foi fundada este ano, é um trabalho intenso, são nove eventos, e além do surfe nós temos uma concepção muito voltada para a educação socioambiental. A gente está sofrendo a especulação da extinção da onda mais exótica que temos em São Francisco do Sul, que é a onda do sumidouro, então a gente forçou tanto este assunto durante o evento, para frisar e para mostrar para todo o Brasil o que está acontecendo em São Chico. Querem exterminar esta onda, por uma especulação portuária insana! Pra mim é insana, ao querer acabar com um santuário de natureza, uma área de mangue daquela, por conta de outros interesses, mas, enfim, entrem na página da nossa Associação @asp.sfs , #SumidouroFree, estudem sobre o assunto e protestem! Não deixem que o Sumidouro seja exterminado!”, protestou o Presidente da ASP (Associação de Surf da Prainha), Leonardo (Naka), durante a cerimônia de premiação.

A organização do evento está coletando depoimentos com surfistas locais proativos, com o objetivo de aproveitar a mídia nacional do São Chico Brasileiro de Surfpara expor para o país inteiro esta causa, de maneira didática e atrativa.

São Chico Brasileiro de Surf 2019

Foto: Márcio David.

A Silverbay apresenta a semana São Chico Brasileiro de Surf, com o CBSurf Júnior Tour e com o CBSurf Pro Tour. Ambos contam pontos para os Circuitos da Confederação Brasileira de Surf. O CBSurf Pro Tour também somou pontos para o Circuito Profissional Catarinense. A realização é da FECASURF e da ASP, com produção da Swell Eventos.

A Prefeitura de São Francisco do Sul patrocina o evento. Apoiam o evento também: Pró-Ilha Surfboards; Lord of the Sea; Studio DoZero; Deck 66; Bar do Banana; Machado Contabilidade; Restaurante Pirata; Kanto da Pizza; Bar Ta na Onda; Restaurante Harry; Pousada da Ilha; Banana Joe Louge; Rei do Frango; Pastelaria Enseada; Monteiro Bar e Lanchonete; Meu Copo Eco.

Fotos: Márcio David.
Fonte: Assessoria de Imprensa – Swell Eventos

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *