19 de junho de 2024

Governo federal proíbe pesca artesanal de tainha de emalhe anilhado

0

Encerramento da temporada na modalidade de emalhe anilhado, ou seja, a pesca artesanal de tainha, ocorre porque 90% da cota coletiva foi alcançada. As demais categorias, como arrasto, por exemplo, ainda continuam autorizadas até prévia mudança

O Governo Federal, por meio do MPA (Ministério da Pesca e Aquicultura) proibiu a pesca artesanal de tainha nesta segunda-feira (3) após 19 dias do começo da temporada de 2024. Conforme a decisão, o encerramento da temporada na modalidade de emalhe anilhado, ou seja, a pesca artesanal de tainha, ocorre porque, em menos de um mês, 90% da cota coletiva — estabelecida em decisão do Governo Federal em 2023 — foi alcançada.

Conforme o comunicado, as embarcações autorizadas que estiverem em atividade de pesca no mar podem realizar o último desembarque de tainha até 22h50 desta terça-feira (4), exatamente 24 horas a publicação da nota, que foi divulgada no mesmo horário na segunda.

Mesmo com proibição da pesca artesanal de tainha, industrial segue até atingir a cota

Conforme o MPA, a safra da frota industrial teve início no dia 01 de junho e seguirá até 31 de julho ou até atingir as cotas estabelecidas. Segundo a nota, em 2024, a modalidade de cerco/traineira poderá contar com até 8 embarcações que, juntas, poderão pescar até 480 toneladas. Já para a pesca artesanal de tainha foram concedidas 586 toneladas.

As demais modalidades continuam não submetidas ao regime de gestão por cotas de captura ou qualquer outra limitação de volume de captura.

Fonte: ND Mais

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *