19 de junho de 2024

Início da temporada 2024 da WSL no Lexus Pipe Pro é adiado no Havaí

0

O motivo foi o vento agindo na formação das ondas. A seleção brasileira vai estrear na primeira bateria, Yago Dora ou Luana Silva irão inaugurar o CT 2024 e a chamada da terça-feira: 7h30 no Havaí, 14h30 no Brasil

Cerimônia de abertura do Lexus Pipe Pro apresentado por YETI. Foto: @WSL/Brent Bielmann.

O início da temporada 2024 do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) foi adiado no primeiro dia do Lexus Pipe Pro apresentado por YETI no Havaí. A segunda-feira amanheceu com ondas grandes em Banzai Pipeline, porém com o vento maral agindo negativamente na formação das ondas. O prazo da primeira das 10 etapas do CT 2024 ainda vai até o dia 10 de fevereiro, então tem tempo para aguardar por melhores condições. A próxima chamada foi marcada para as 7h30 da terça-feira na ilha de Oahu, 14h30 no fuso horário de Brasília. 

“Estamos entusiasmados por estar aqui no primeiro dia da primeira etapa da temporada 2024 do Championship Tour, o Lexus Pipe Pro apresentado por YETI”, disse Jessi Miley-Dyer, Chefe de Esportes da WSL. “No momento, temos um swell bem grande, mas não haverá competição hoje (segunda-feira) por causa do vento. Amanhã também será difícil, pois deve ficar como hoje. Já na quarta-feira, parece existir uma boa oportunidade de começar o evento, com melhores condições de ondas e vento mais favorável. Além disso, as previsões estão boas também para o final da janela do evento, então estamos ansiosos pelo que está por vir”.

A seleção brasileira da WSL já vai estrear inaugurando a temporada 2024 do Championship Tour no Havaí. Isso porque tem surfista do Brasil na primeira bateria masculina e feminina do Lexus Pipe Pro apresentado por YETI. Se o campeonato começar pelos homens, Yago Dora vai disputar as duas primeiras vagas diretas para a terceira fase, com o sul-africano Matthew McGillivray e um dos estreantes desse ano, Kade Matson, dos Estados Unidos.

“A expectativa está muito boa para esse ano”, disse Yago Dora, número 7 no ranking da WSL no ano passado. “Eu tive um ano muito bom em 2023, foi uma temporada muito boa, muito importante para mim, então chegou a hora de subir mais alguns degraus. Estou muito feliz e ansioso para o início do circuito aqui em Pipe. Está tudo certo, tudo alinhado, as pranchas estão no pé e vamos embora”.

Yago Dora competindo em Pipeline no ano passado. Foto: @WSL/Tony Heff.

Caso esta primeira etapa do CT 2024 seja iniciada pelas mulheres, o reforço no time feminino esse ano, Luana Silva, vai tentar uma das primeiras vagas diretas já para as oitavas de final, contra a havaiana Bettylou Sakura Johnson e a bicampeã mundial Tyler Wright. No ano passado, a australiana foi finalista em Pipeline, perdendo a decisão do título para a havaiana Carissa Moore. A pentacampeã mundial só vai participar desta etapa, pois pediu licença do restante da temporada e será substituída pela australiana Sophie McCulloch. 

O Brasil volta a ter duas surfistas na elite das top-17 do CT depois de 5 anos, desde a saída de Silvana Lima em 2019. Tatiana Weston-Webb ficou sendo a única representante e agora terá a companhia da jovem Luana SilvaTatiana está escalada na quinta e penúltima bateria da rodada inicial do Lexus Pipe Pro. Suas primeiras adversárias serão a australiana Molly Picklum e uma das estreantes na elite deste ano, a californiana Alyssa Spencer.

No time masculino, infelizmente João Chianca, número 4 do mundo em 2023, vai desfalcar o Brasil nestas duas primeiras etapas no Havaí. Ele permanece no Brasil, se recuperando do acidente sofrido nos mesmos tubos de Pipeline no final do ano passado. Mas, a seleção brasileira segue muito forte com 8 concorrentes ao título do Lexus Pipe Pro apresentado por YETI. Além de Yago Dora, somente Caio Ibelli vai estrear contra dois surfistas de outros países. Ele está na sétima bateria, com o havaiano John John Florence e o californiano Jake Marshall.

Gabriel Medina vai tentar a primeira dobradinha brasileira com Deivid Siva. Foto: @WSL/Brent Bielmann.

Os outros seis brasileiros ficaram divididos em três baterias. A primeira tentativa de uma classificação dupla para a terceira fase, será no segundo confronto da primeira fase, com o tricampeão mundial Gabriel Medina e Deivid Silva, contra o australiano Callum Robson. Na sexta bateria, o atual bicampeão mundial, Filipe Toledo, estreia junto com Samuel Pupo e um convidado do Havaí, Shion Crawford. Depois, tem o campeão mundial e olímpico, Italo Ferreira, fechando a primeira fase com Miguel Pupo e o australiano Jacob Willcox.

Esta rodada de apresentação dos melhores surfistas do mundo não é eliminatória. Tanto na competição dos homens, como na das mulheres, quem ficar na primeira e segunda posição de cada bateria, avança direto para a terceira fase, que na categoria feminina já é oitavas de final. Mas, quem terminar em último, tem outra chance de classificação na repescagem, quando são inaugurados os confrontos diretos, somente entre dois competidores. 

Os 10 titulares da seleção brasileira da WSL nestas duas etapas do Havaí, estão prontos para desafiar os tubos de Banzai Pipeline. Enquanto o Lexus Pipe Pro apresentado por YETI não começa, eles participam de outras atividades que estão acontecendo na ilha de Oahu, como o Rising Tides com Tatiana Weston-Webb interagindo com jovens surfistas, o WSL One Ocean visando a preservação ambiental e dos oceanos e também estiveram no Lexus WSL Awards, a noite de gala do surfe mundial, realizada no domingo em Honolulu, no Havaí.

Tatiana Weston-Webb sempre prestigiando o Rising Tides da WSL no Havaí. Foto: @WSL/Brent Bielmann.

WSL ONE OCEAN FAZ PARCERIA COM NORTH SHORE COMMUNITY LAND TRUST

Para o Lexus Pipe Pro, a World Surf League firmou uma parceria para o WSL One Ocean, com a North Shore Community Land Trust (NSCLT). A união é no projeto de restauração de áreas úmidas em Waiale´e, que fica próximo de Pipeline, visando remover gramíneas invasoras da área úmida e replantar taro.

Desde 2020, a North Shore Community Land Trust lidera a restauração de uma zona úmida costeira de 30 acres em Waiale´e. Este lugar já foi um sistema alimentar abundante e ainda hoje acolhe várias espécies de aves aquáticas e peixes ameaçados de extinção.

Saiba mais sobre este projeto no WeAreOneOcean.org.

John John Florence no projeto da WSL One Ocean em Waiale’e. Foto: @WSL/Jennings.

TRANSMISSÃO AO VIVO – Todas as etapas do WSL Championship Tour 2024 podem ser assistidas ao vivo pelo Sportv e Globoplay, parceiros de mídia da WSL no Brasil. E neste ano têm novidades na transmissão pelos canais da World Surf League, com uma nova equipe de comentaristas em português, com Edinho LeiteCris Pires e Ian Cosenza, que será 100% produzida no Brasil pela primeira vez. Além disso, também pelo WorldSurfLeague.com e pelo Aplicativo e Canal da WSL no YouTube, poderá ser acessada uma transmissão em espanhol inédita, com Mitchell SalazarSahid Pérez e Ahmed Pérez.

O Lexus Pipe Pro apresentado por YETI abre a temporada 2024 do World Surf League Championship Tour até o dia 10 de fevereiro em Banzai Pipeline. O campeonato é realizado com patrocínio da Lexus, YETI, Vissla, Florence Marine X, Red Bull, 805 Beer, Bonsoy, Cup Noodles, Pacifico, Sambazon, SHISEIDO, Turtle Bay, Spectrum Hawaii, True Surf, Surfline, Apple Watch, Mananalu Water, Eventbrite, Pura Vida, Alt Sports Betting e Hawaii Tourism.  

PRIMEIRA FASE DO LEXUS PIPE PRO:

MASCULINA – 1.o e 2.o=Terceira Fase / 3.o=Repescagem:
1.a: Yago Dora (BRA), Matthew McGillivray (AFR), Kade Matson (EUA)
2.a: Gabriel Medina (BRA), Callum Robson (AUS), Deivid Silva (BRA)
3.a: Jack Robinson (AUS), Rio Waida (IDN), Kelly Slater (EUA)
4.a: Griffin Colapinto (EUA), Seth Moniz (HAV), Ramzi Boukhiam (MAR)
5.a: Ethan Ewing (AUS), Cole Houshmand (EUA), Jackson Bunch (HAV)
6.a: Filipe Toledo (BRA), Samuel Pupo (BRA), Shion Crawford (HAV)
7.a: John John Florence (HAV), Caio Ibelli (BRA), Jake Marshall (EUA)
8.a: Leonardo Fioravanti (ITA), Liam O´Brien (HAV), Frederico Morais (PRT)
9.a: Ryan Callilnan (AUS), Jordy Smith (AFR), Imaikalani deVault (HAV)
10: Connor O´Leary (JPN), Kanoa Igarashi (JPN), Eli Hanneman (HAV)
11: Barron Mamiya (HAV), Ian Gentil (HAV), Crosby Colapinto (EUA)
12: Miguel Pupo (BRA), Italo Ferreira (BRA), Jacob Willcox (AUS)

FEMININA – 1.a e 2.a=Oitavas de Final /  3.a=Repescagem:
1.a: Tyler Wright (AUS), Bettylou Sakura Johnson (HAV), Luana Silva (BRA)
2.a: Carissa Moore (HAV), Sally Fitzgibbons (AUS), Brisa Hennessy (CRC)
3.a: Caroline Marks (EUA), India Robinson (AUS), Moana Jones Wong (HAV)
4.a: Caitlin Simmers (EUA), Gabriela Bryan (HAV), Isabella Nichols (AUS)
5.a: Molly Picklum (AUS), Tatiana Weston-Webb (BRA), Alyssa Spencer (EUA)
6.a: Lakey Peterson (EUA), Johanne Defay (FRA), Sawyer Lindblad (EUA)

Fonte: João Carvalho – WSL Latin America Media Manager

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *