19 de junho de 2024

Lorena Fica: favorita chilena do título sul-americano no Maich And Sons Pichilemu Women´s Pro

0

Pichilemu, pelo sexto ano consecutivo, receberá uma data da ” WSL Qualifying Series”, um circuito mundial de surf que percorre diferentes praias do mundo e é o evento de surf feminino mais relevante no Chile.

Lorena-Fica. Foto: Luiz Barra/WSL

“Em todos os campeonatos, meu objetivo é sempre o mesmo, obviamente vencendo” . Com essa determinação, Lorena Fica, surfista nacional de Arica, chega como favorita a Punta de Lobos – Pichilemu, para participar do  Maui And Sons Pichilemu Women’s Pro da Royal Guard”, o mais importante evento de surf feminino realizado no país, e também é válido para o ranking da  World Surf League  (WSL). A competição acontecerá entre 31 de outubro e 2 de novembro nas fortes ondas de Punta de Lobos, no sul do Chile.

Atualmente, Lorena Fica ocupa o segundo lugar no ranking da WSL Latin America e pode ser o primeiro chileno da história a ser campeão sul-americano de surf profissional. “ Acho que todos os chilenos são os favoritos nesse evento, nosso país se mostrou muito mais internacional e o poder feminino desse esporte no Chile está quase no mesmo nível dos homens, o que nos deixa super conformes e muito felizes em nós mulheres ” , diz o surfista.

Ele garante que sempre esteja bem preparado para os eventos que participa, treina durante todo o ano, havendo ou não competição, já que é o objetivo de sua vida, o que ele gosta de fazer e o que faz com muita paixão. “ Estou muito feliz com a forma como recebi minha carreira esportiva; de fato, cumpri muito mais as expectativas que tinha no início de tudo e toda vez que estou estabelecendo metas maiores e famintas e desejo alcançá-las, porque realmente acredito que Tudo é possível, você só precisa dedicar muito tempo e trabalho, e é isso que estou fazendo todos os dias ”,  diz Lorena Fica, piloto da Rip Curl Chile e embaixadora da Guarda Real.

Ele acrescenta que Pichilemu é sempre uma oportunidade para demonstrar cem por cento. “ Pichilemu soube explorar o surf, acho que ele se saiu muito bem, ele o utiliza como recurso turístico, o que é incrível, porque acho que o surf abre várias portas e também é um esporte super fofo e sociável, onde não Somente as pessoas que praticam isso vão à praia e criam turismo, mas também as pessoas que gostam de assistir ou que gostam de eventos que são feitos através do surf, então eu acho que é um esporte muito completo para explorar o turismo e Pichilemu fez isso de uma maneira excelente ”, destaca o surfista.

Menos de um mês antes do início, já existem atletas registrados importantes, destacando os surfistas da região de O’Higgins, como Jessica Anderson, de Pichilemu, e Paloma Santos de Puertecillo. Atletas de diferentes latitudes do planeta participam todos os anos e este evento de 2019  seria  uma das últimas datas do calendário da Volta às  Mulheres na Qualificação .

10 mil dolares em premiação neutralidade de carbono e pontos verdes

Punta Lobos, Chile Foto: Pablo jimenez/WSL

Vale destacar que o evento oferece US $ 10.000 e 1.500 pontos, muito importantes para os surfistas e para o ranking mundial. Este evento no Chile é ainda mais importante, pois será a etapa final decidida pelo campeão sul-americano de surf profissional da temporada de 2019.

Além dos aspectos esportivos, este mundial é disputado novamente pelo meio ambiente, pois, como nos anos anteriores, terá a particularidade de ser um “Evento Neutro de Carbono”, ou seja, com ecoeficiência organizacional que busca reduzir as emissões de gases do efeito estufa. Gases de efeito estufa dos processos produtivos, a fim de mitigar as causas e efeitos das mudanças climáticas.

Além disso, este evento contará com pontos verdes ao longo do campeonato, para que os visitantes possam surfar e reciclar ao mesmo tempo.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *