24 de julho de 2024

Surf Ranch Pro: a sexta etapa da WSL Championship Tour 2023 começa neste fim de semana

0

Só deu Brasil nas três etapas do CT em ondas artificiais, as três finais foram entre Gabriel Medina e Filipe Toledo, e Medina ganhou as duas primeiras, enquanto Filipe venceu a última. O início é as 7h00 do sábado na Califórnia, 11h00 no Brasil

Os fãs podem assistir o show dos melhores do mundo no Surf Ranch Pro. Foto: @WSL/Kelly Cestari)

O Surf Ranch Pro apresentado por 805 Beer vai realizar o sexto desafio do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) neste fim de semana nas ondas artificiais idealizadas por Kelly Slater em Lemoore, na Califórnia, Estados Unidos. Esta etapa do Surf Ranch ficou de fora do circuito no ano passado e retorna agora apresentando um novo formato de competição, inclusive com disputas acontecendo à noite também. As baterias vão começar as 7h00 deste sábado na Califórnia, 11h00 no Brasil, com transmissão ao vivo pelo SporTV e pelo WorldSurfLeague.com. 

O Surf Ranch Pro apresentado por 805 Beer será a primeira etapa após o corte da elite do meio da temporada, que aconteceu em Margaret River, na Austrália. Apenas os 22 primeiros colocados no ranking masculino, as 10 do feminino e os wildcards Kelly Slater e Johanne Defay, seguem na briga pelas vagas para a decisão dos títulos mundiais no Rip Curl WSL Finals e para as Olimpíadas de Paris 2024. A seleção brasileira do CT começou o ano com 11 surfistas e 4 não escaparam do corte, os irmãos Miguel Samuel PupoMichael Rodrigues e Jadson André

Entre os sete que permaneceram no grupo dos melhores surfistas do mundo, com suas vagas já confirmadas na elite que iniciará o CT no ano que vem, dois estão liderando o ranking das cinco etapas já disputadas. João Chianca vai estrear no Surf Ranch Pro vestindo a lycra amarela de número 1 da WSL e o atual campeão mundial, Filipe Toledo, é o segundo colocado. Os outros brasileiros que disputam a segunda metade da temporada, são os campeões mundiais Gabriel Medina e Italo FerreiraYago DoraCaio Ibelli e Tatiana Weston-Webb.

Até agora só deu Brasil nas ondas artificiais de alta performance idealizadas por Kelly Slater, com sessão de tubo, paredes perfeitas para manobras de borda e aéreas também. Nas três edições já realizadas no Surf Ranch, os títulos foram decididos por Gabriel Medina e Filipe ToledoMedina ganhou os dois primeiros em 2018 e 2019 e Filipe venceu o último em 2021. Nos três primeiros anos, esse confronto direto entre apenas dois surfistas, só acontecia na grande final. Agora, eles serão disputados desde as quartas de final das duas categorias.

Novo Formato: Tentativa da WSL é deixar o evento mais dinâmico

O atual campeão mundial, Filipe Toledo, venceu a última etapa no Surf Ranch. Foto: @WSL/Pat Nolan)

O Surf Ranch Pro está voltando ao calendário do World Surf League Championship Tour com um novo formato de competição. Os surfistas das duas categorias foram divididos em baterias com quatro competidores nas categorias masculina e feminina. Cada participante poderá surfar duas ondas para a direita e duas para a esquerda e serão computadas a maior nota recebida na direita e a maior na direita.

Quem atingir o maior somatório nas baterias, avançará direto para as quartas de final, que irão abrir o domingo decisivo. O segundo e terceiro colocados terão uma segunda chance de classificação numa Sessão Noturna no Surf Ranch ainda no sábado. Já o quarto colocado é eliminado da competição. Na Sessão Noturna, os 12 homens e as 6 mulheres terão apenas uma direita e uma esquerda para surfar. Os 2 homens e 1 mulher que conseguirem a maior nota em uma única onda, se classificam para as finais.

O domingo decisivo do Surf Ranch Pro será disputado com confrontos diretos entre apenas dois competidores nas quartas de final, semifinais e grande final. Nas baterias, cada um surfará duas direitas e duas esquerdas, com a vitória sendo determinada para quem conseguir a maior pontuação na soma da maior nota recebida na direita com a maior na esquerda.

Fonte: João Carvalho (WSL Latin America Media Manager) e Gabriel Gontijo (WSL Latin America Communications)

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *