19 de junho de 2024

Yago Dora vence o US Open em Huntington (EUA)

0

Yago Dora. Foto: Morris/WSL

Dora venceu na final o australiano Liam O’Brien, enquanto Tatiana Weston Web e Alex Ribeiro terminam em 3º

Huntington Beach, Califórnia (EUA): Terminou neste domingo (04) na praia de Huntington Beach, Califórnia (EUA) a 36ª etapa do Mundial de Surf Qualifiyng Series, evento QS10000 da World Surf League (WSL). O brasileiro Yago Dora venceu na final masculina o australiano Liam O’Brien.

Tatiana Weston Web consegue um bom resultado no US Open 2019. Foto: WSL

A brasileira Tatiana Weston Web e outro brasileiro, Alex Ribeiro, finalizaram na terceira colocação dos eventos Feminino e Masculino, respectivamente. em ondas de três a cinco pés (1 – 1,7 metro). A brasileira perdeu na Semifinal para a campeã da etapa, a norte-americana Sage Erickson, que levou a melhor na final sobre outra norte americana ,
Courtney Conlogue, enquanto Alex foi também derrotado pelo vencedor da etapa, Yago Dora.

Aéreos para a vitória

Yago Dora e Sage Erickson. Foto: Kenny Morris/WSL via Getty Images

O catarinense Yago Dora recolocou a bandeira brasileira no alto do pódio do maior palco do surfe norte-americano na Califórnia. Ele usou os aéreos para liquidar seus adversários no domingo em Huntington Beach e conquistar o título do Vans US Open of Surfing.

A última vitória brasileira tinha sido em 2016 com Filipe Toledo, antes do bicampeonato do japonês Kanoa Igarashi. Com o título sobre o australiano Liam O´Brien no segundo QS 10000 do ano, Yago saltou da quinquagésima para a quarta posição no ranking do WSL Qualifying Series, agora liderado pelo francês Jorgann Couzinet, seguido pelo potiguar Jadson André e pelo paulista Alex Ribeiro, derrotado pelo catarinense na semifinal.

A outra única etapa com status máximo QS 10000 da temporada, também foi vencida pelo Brasil, com o paulista Deivid Silva no Ballito Pro da África do Sul. Deivid está em quinto lugar no ranking do QS, que indica dez surfistas para a elite dos top-34 da World Surf League. No momento, ele dispensa essa vaga por já estar se garantindo entre os 22 primeiros colocados no Jeep Leaderboard do Championship Tour. Já Yago Dora está fora deste grupo e agora volta a aparecer na lista dos dez do QS, para continuar na divisão principal do Circuito Mundial.

QS 10000 FEMININO – Antes da vitória mais importante da carreira de Yago Dora, uma decisão norte-americana fechou o primeiro QS 10000 feminino da história do WSL Qualifying Series. O Vans US Open of Surfing era uma etapa do World Surf League Championship Tour para as meninas até o ano passado e as duas últimas campeãs se enfrentaram na final.

No tira-teima, a vencedora de 2017, Sage Erickson, bateu a defensora do título, Courtney Conlogue, por 15,40 a 12,93 pontos com uma onda no critério excelente, nota 8,17. Sage fez parte da elite do CT até o ano passado e já tinha vencido um QS 3000 esse ano na Austrália. Agora, com os 10.000 pontos do US Open, saltou da 25.a para a segunda posição no ranking, que segue sendo liderado pela jovem australiana Isabella Nichols.

Fonte: João Carvalho/WSL


About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *