28 de fevereiro de 2024

Balneário Camboriu recebe BC Surf Festival 2023

0

Evento com a chancela da CBSurf, o BC Surf Festival 2023 reunirá entre os dias 29/11 e 2/12 lendas que fizeram história no surf e atletas de ponta do SUP na praia Central de Balneário Camboriú

Neco Padaratz, uma das presença no BC Surf Festival 2023. Foto: Márcio David.

Os melhores surfistas Masters e atletas da modalidade Stand Up Padlle(SUP) do Brasil tem encontro marcado na badalada cidade de Balneário Camboriú(SC), distante 85 km da capital Florianópolis(SC), para mais um grande evento promovido pela Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) neste ano.

O BC Surf Festival 2023 valerá pontos para a última etapa do Circuito Master de Surf 2023, segunda e última etapa do Circuito Sup Surf 2023 e penúltima do Circuito CBSurf Sup Race desta temporada, que ainda terá um evento decisivo no Pantanal (Mato Grosso) na segunda quinzena de dezembro.

Eventos desse porte geram renda, movimentam a economia e o turismo nas cidades. “O turismo esportivo é uma nova porta de oportunidades que se abre em nossa cidade. Eventos como esse consolidam essa opção que fomenta não só o comércio, mas bons exemplos de prática esportiva para as futuras gerações que assistem grandes atletas competindo na praia Central” disse Fabrício Oliveira, Prefeito de Balneário Camboriú(SC).

Balneário Camboriú é um polo de surfistas que compete a nível mundial, levando o nome da nossa cidade para diversos países. Receber um evento dessa grandeza coloca nossa cidade cada vez mais no centro para receber os maiores eventos esportivos do país e do mundo”  declarou o Superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Mazinho Miranda.

A estrutura para a competição já está sendo montada na praia Central de Balneário Camboriú (SC) em frente a esquina da rua 1001, e terá diversas atrações durante os quatro dias de disputas.

É com grande expectativa e entusiasmo para CBSurf estar fazendo seu primeiro evento na ícônica Balneario Camboriú, berço de grandes surfistas que despontaram no Brasil e no mundo. A escola de BC nos presentou com grandes atletas como os irmãos Flávio e Neco Padaratz, Bilo Wetter, David Husadel e muitos outros no surf de pranchinha e no Sup Surf  com a fera Trinca Ferro” declarou Bira Schauffert, diretor executivo da CBSurf.

A Prefeitura de Balneário Camboriú, através da sua Fundação Municipal de Esportes, estará presenteando a todos atletas e público com um evento cheio de atrações durante 4 dias. Tudo isso só está sendo possível graças a essa grande iniciativa do poder público municipal” encerrou Bira.

Lendas do surf brasileiro em Balneário Camboriú (SC)

A competição contará com a presença de surfistas que fizeram história no surf brasileiro nas décadas de 80, 90 e 2000. Ex-atletas de sucesso no passado que ainda mantém a chama competitiva acesa e o surf em alta em suas vidas nos dias de hoje.

Muitos já confirmaram presença no litoral norte catarinense para esta verdadeira confraternização do surf brasileiro. Nomes como Sérgio Noronha, o “Fedelho”, 5º colocado no Hang Loose Pro 86 realizado na praia da Joaquina, Fábio Gouveia, 5º lugar no ranking da ASP em 1992, entre outros, estarão disputando o BC Surf Festival 2023.

Quando era garoto e via meus ídolos de perto eu pirava. A cada ano que passa a expectativa de vida está aumentando, e o pessoal está surfando cada vez mais e melhor, em plena forma. A galera vai pros Masters em clima de confraternização, mas lógico que todos querem vencer. Isso mantém a chama competitiva acesa depois que se encerra a carreira profissional” disse Fábio Gouveia, um dos melhores surfistas brasileiros de todos os tempos.

Conhecida como celeiro de grandes atletas desde a década de 70 e 80, Balneário Camboriú(SC) será representada pelos ídolos Bilo Wetter, David Husadel, Saulo Lyra e o bicampeão mundial do WQS Neco Padaratz, surfistas que se formaram na região e disputarão o evento como convidados da cidade.

Eu já sou da categoria 60 anos para mais, e vou competir com os ‘Juniores’ da minha época. Foi um grande prazer quando vi que o campeonato foi direcionado para Balneário Camboriú, que junto com a Joaquina, são lugares que me trazem uma memória afetiva muito grande. Vai ser um prazer estar BC, encontrar amigos e vestir a lycra de competição novamente” disse David Husadel.

Disputas pelos títulos em BC

O BC Surf Festival 2023 será a segunda e última etapa deste ano no circuito CBSurf Master, que teve sua primeira etapa no mês de agosto na paradisíaca praia de Caueira em Itapuranga D’Ajuda, Sergipe. No total serão cinco categorias em disputa nesta etapa que definirá os campeões brasileiros 2023 da Confederação Brasileira de Surf na Master, Gran Master, Kahuna, Grand Kahuna e Legends.

O cearense Jeová Rodrigues defenderá a liderança da Master (categoria acima de 35 anos) e terá uma forte pressão de seus principais oponentes na disputa: O cearense Itim Silva, o alagoano Kingler Peixoto e o paranaense Péricles Dimitri, segundo, terceiro e quarto colocados respectivamente no ranking.

Na categoria Gran Master (acima de 40 anos) o carioca Flávio Moraes é o líder do ranking após a vitória conquistada em Sergipe por apenas 0,3 décimos de diferença em cima do baiano Wallace Sampaio, vice-campeão da prova. José Júnior(RN) e Rogério Dantas (terceiro e quarto lugar) completam a lista dos finalistas que brigam diretamente pelo título.

O alagoano Kingler Peixoto chega a Santa Catarina na primeira colocação da categoria Kahuna (acima de 45 anos). Na sequencia do ranking vem o cearense Rogério Dantas(2º), o catarinense Roni Ronaldo (3º) e o sergipano José Junior(4º).

A Gran Kahuna (acima de 50 anos) terá o desfalque do líder do circuito, o cabofriense Victor Ribas, campeão da etapa de Sergipe. Nesse mesmo período Vitinho estará trabalhando como técnico da equipe do Japão no mundial da ISA no Rio de Janeiro. A sua ausência abre chances para os demais oponentes, principalmente para o vice-lider do ranking Rodrigo Jorge(RN), o terceiro colocado Roni Ronaldo(SC) e o quarto lugar Cláudio Marroquim(PE).

Na última categoria em disputa, a Legends (acima de 55 anos), a briga será boa entre o líder Cardoso Júnior(CE), o carioca Sérgio Noronha (2º), o cearense Petrônio Tavares(3º) e o paulista Edson Vieira(4º), todos finalistas na etapa sergipana do circuito.

Sup Surf e Sup Race no BC Surf Festival 2023

As modalidades de Stand Up também fazem parte do cronograma da prova e serão destaque em Balneário Camboriú(SC), com as disputas do SUP Surf e SUP Race no formato de “Grand Slam’.

As modalidades SUP terão uma premiação recorde de R$ 90.000,00 (noventa mil reais) no total. A SUP Surf levará R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) destinados aos atletas profissionais, enquanto que na SUP Race a premiação será de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) para os campeões das categorias profissionais Masculino e Feminino. 

Em ambas as modalidades os valores das premiações serão distribuídos igualmente entre as categorias Masculino e Feminino. Na categoria Amador, o principal objetivo da competição é revelar novos talentos para a modalidade, o que vem a ajudar ainda mais a evolução do SUP no Brasil.

Esta etapa decisiva servirá como seletiva que classifica os melhores atletas em suas respectivas categorias para o mundial ISA que acontecerá em 2024. Também classificará os melhores ranqueados para o Bolsa Atleta Federal, uma novidade desta temporada proporcionada pela CBSurf para o SUP brasileiro.

Grandes nomes do SUP nacional em BC

Os principais atletas do Brasil desta modalidade confirmaram presença no BC Surf Festival 2023. Nomes como Lena Ribeiro, campeã Panamericana 2019 em Lima no Peru, Luiz Diniz e Aline Adisaka medalhistas de prata no Panamericano de Santiago realizado no Chile recentemente e Gui dos Reis campeão do PASA 2022, entre outros.

Os quatro dias de competições do BC Surf Festival 2023 terão transmissão ao vivo pelo canal CBSurfPlay e no site www.cbsurf.org.br .

BC Surf Festival 2023

Patrocínio: Prefeitura de Balneário Camboriú e Fundação Municipal de Balneário Camboriú.

Apoio: Oceano Surfwear, Matuto Restaurante, CCS Telecom, Clube Candeias, Fu-Wax, Surfland Brasil, Ambiens, Carbon OK, Nicky Ooh, Emasa, MB e D’Vicz.

Homologação: Fecasurf e ASBC

Realização: CBSurf (Confederação Brasileira de Surf)

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *