22 de fevereiro de 2024

Caroline Marks vence e Lakey Peterson adia Título Mundial de Carissa Moore

0

Se cinco surfistas ainda estão na disputa do título mundial masculino, a do feminino ficou restrita as três primeiras colocadas no ranking. Silvana Lima perto de vaga Olímpica no Hawaii

Com apenas 17 anos Caroline Marks - a direita - vence pela segunda vez no CT. Lakey Peterson - esquerda - leva a disputa do Título para o Hawaii. Foto: Damien Poullenot/WSL

A norte-americana Lakey Peterson impediu o tetracampeonato antecipado de Carissa Moore em Portugal, ao derrotá-la nas semifinais. A também californiana Caroline Marks precisava chegar na final para seguir com chances de título mundial e conseguiu isso barrando a gaúcha Tatiana Weston-Webb na primeira semifinal. A brasileira terminou empatada em terceiro lugar no MEO Rip Curl Pro Portugal com a ainda número 1 do Jeep Leaderboard, Carissa Moore.

Na grande final, Lakey não conseguiu achar boas ondas para surfar e Caroline Marks, com seus apenas 17 anos de idade, conquistou sua segunda vitória na temporada por 13,73 a 6,27 pontos. A jovem californiana tirou a terceira posição no ranking da australiana Sally Fitzgibbons, que saiu da briga do título mundial ao ser eliminada pela brasileira Tatiana Weston-Webb nas quartas de final. Restaram apenas as três primeiras na briga.

“Foi incrível realizar esse sonho em fazer uma final com a Lakey (Peterson) e vínhamos conversando sobre isso desde que comecei a trabalhar com o Mike Parsons (técnico das duas atualmente)”, disse Caroline Marks. “Eu só quero agradecer a ela por me pressionar tanto e eu não estaria aqui se não fosse isso. Estou muito feliz porque esse ano é o melhor ano da minha vida. É até difícil de acreditar que estou na briga do título mundial. Era o objetivo e não vou mudar nada, só continuar surfando o dia todo e me divertir fazendo o que eu mais amo”.

Briga boa: Lakey e Carissa podem até decidir Título numa bateria extra

Lahkey Peterson. Foto: Masurel/WSL

Com a vitória sobre Carissa Moore nas semifinais, Lakey Peterson reuniu chances para até decidir o título mundial numa final entre elas no Hawaii Pro, de 25 de novembro a 06 de dezembro em Honolua Bay, na ilha de Maui, no Havaí. Mas, a havaiana poderá festejar o título mundial mesmo se não vencer nenhuma bateria na última etapa, desde que Lakey Peterson não chegue nas semifinais e nem Caroline Marks na final. Ambas poderão igualar seus 58.600 pontos com estes resultados, forçando uma bateria extra para definir a campeã de 2019.

A havaiana também consegue o tetracampeonato se trocar seu pior resultado, 5.o lugar nas quartas de final, por um 3.o nas semifinais. Para isso, Lakey não poderá passar para a final em Maui e Caroline não vencer o Hawaii Pro. Se chegar na final, Carissa Moore só não será a campeã mundial se a final for contra Lakey Peterson, pois aí, quem vencer fica com o título. Essa batalha entre as três também vale as duas vagas dos Estados Unidos para as Olimpíadas de Tokyo 2020 no Japão. Por enquanto, as únicas 100% confirmadas são a brasileira Tatiana Weston-Webb e a francesa Johanne Defay.

Silvana Lima leva decisão por vaga Olímpica para o Hawaii

Tatiana Weston Webb já tem vaga olímpica garantida. Foto: Masurel/WSL

A cearense Silvana Lima também está perto de garantir sua classificação, pois sua única oponente é a neozelandesa Paige Hareb, que precisa chegar nas semifinais do Hawaii Pro para ultrapassá-la. No entanto, ela só conseguiu isso duas vezes na carreira e muito tempo atrás, já que a última foi em 2012. As duas da Austrália ainda não foram anunciadas oficialmente, mas estão praticamente confirmadas para Sally Fitzgibbons e Stephanie Gilmore. A costa-ricense Brisa Hennessy fecha a lista das oito indicadas pelo ranking da World Surf League no momento.

DECISÃO FEMININA DO MEO RIP CURL PRO PORTUGAL

Campeã: Caroline Marks (EUA) por 13,73 pontos (7,40+6,33) – US$ 100.000 e 10.000 pontos
Vice-campeã: Lakey Peterson (EUA) com 6,27 pontos (3,50+2,77) – US$ 55.000 e 7.800 pontos
SEMIFINAIS – 3º lugar com US$ 30.000 e 6.085 pontos:
1ª: Caroline Marks (EUA) 13.16 x 7.70 Tatiana Weston-Webb (BRA)
2ª: Lakey Peterson (EUA) 13.23 x 11.50 Carissa Moore (HAV)

TOP-10 DO JEEP WSL LEADERBOARD – ranking das 9 etapas com 1 descarte
1ª Carissa Moore (HAV) – 58.600 pontos
2ª Lakey Peterson (EUA) – 55.125
3ª Caroline Marks (EUA) – 53.410
4ª Sally Fitzgibbons (AUS) – 48.950
5ª Stephanie Gilmore (AUS) – 44.555
6ª Courtney Conlogue (EUA) – 41.080
Tatiana Weston-Webb (BRA) – 38.085
8ª Johanne Defay (FRA) – 35.950
9ª Malia Manuel (HAV) – 35.155
10ª Brisa Hennessy (CRI) – 27.060

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *