22 de fevereiro de 2024

Com ultramaratona de 250km, Uphill Marathon comemora sucesso de 10 anos na Serra do Rio do Rastro

0

Cartão-postal da cidade reuniu mais de 4 mil pessoas em disputa eletrizante

No último final de semana, a Serra do Rio do Rastro foi tomada por um mar de corredores em busca do título de “Ninja Runner” em uma data muito especial no local. A Uphill Marathon, corrida de subida mais desejada do Brasil, completou 10 anos de grandes histórias contadas em uma das rodovias mais deslumbrantes do Mundo.

Ao longo de sua história, a Uphill passou pelo Corcovado e Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, além da Estrada Velha de Santos, no litoral de São Paulo. A primeira edição na Serra do Rio do Rastro, em 2013, contou com 50 atletas selecionados a dedo. Esses competidores receberam a missão de correr os icônicos 42.195m, dando início à rica história da prova.

A edição deste ano reuniu mais de 2.000 competidores e 4.000 de público total para prestigiar e incentivar os atletas presentes.

“Serra do Rio do Rastro, sem dúvidas, é a prova mais difícil de organizar. Esse ano o desafio foi ainda maior com o calor extremo que fez ao longo dos dias, mas conseguimos entregar um grande evento para todos que marcaram presença no evento, seja competindo ou assistindo. Que venha a próxima etapa no Corcovado”, falou Shubi Guimarães, Diretora Técnica da Uphill Marathon.

O evento

Em uma disputa emocionante de 4 dias e marcada pela grande competividade entre os maratonistas, a principal novidade deste ano foi a inclusão da Ultramaratona de 250k. O projeto promove a história dos 47 Ronins, que eram antigos samurais que não possuíam mais mestres e nem a quem servir, sendo considerados guerreiros nômades, termo usado para quem não tem habitação fixa. Na cultura e origem japonesa, os nômades são considerados “andarilhos”, “homem errante” ou “homem das ondas”.

Convidados exclusivamente para essa novidade, os 47 maratonistas competiram e cravaram seus nomes na história da Uphill. Na categoria masculina, o grande vencedor foi o atleta Felipe Silva, com o tempo de 16h31m45s. O competidor comemorou o resultado, exaltou o grande feito que teve e dedicou a vitória para sua mãe.

“Depois de percorrer 208km, se eu conseguisse correr toda Serra, coisa que já fiz antes, estaria feliz. Se eu fizesse abaixo de 3min29seg por km eu bateria a meta que seria inacreditável para mim que é fechar os 250km abaixo de 20h. Ser presenteado com o terceiro lugar nos 42km e abaixo de 20h no Ronin é pedir demais, é gratidão a Deus. Eu corri essa prova pela minha mãe que faleceu na pandemia, foi muito difícil continuar, então hoje foi por ela, Graças a Deus deu tudo certo”, comentou emocionado.

Na categoria feminina, a vitória ficou com a maratonista Isadora Rosso, que finalizou a prova com o incrível tempo de 19h18m30s. A competidora adotou cautela na disputa e comemorou o feito.

“Minha tática foi conservadora, não tinha como dar um ritmo tão forte e forçar tanto, as pernas estavam pesadas. Os últimos KM subi caminhando. Estou muito feliz em participar dessa prova e vamos para próxima”, falou Isadora.

Mais emoção

No sábado (16), às 6h, a cidade de Lauro Muller recebeu a etapa dos 25km da Uphill Marathon. O competidor Marcelo Rocha alcançou a melhor marca dos 25 km com o tempo de 2h00m33s. O atleta exaltou o nível de dificuldade da prova e colocou o resultado na conta de sua concentração para superar as dificuldades.

“Estou muito feliz, é a oitava vez subindo a Serra, é uma sensação indescritível. A Uphill mudou minha vida e sou muito grato por ela existir. Hoje foi uma prova tranquila, eu larguei tranquilo, mas estava preparado para subir a Serra caminhando e deu tudo certo. Mantive cautela no começo e me concentrei bem. Eu já passei dos 50 anos e precisa ter cabeça boa para encarar uma competição dessa magnitude, dessa dificuldade e ainda ganhar. Só agradeço a Deus, toda organização e aos meus alunos pelo apoio de sempre” falou o campeão.

Na categoria feminina, a vitoriosa foi a competidora Tatiane Gomes Marcos, com o tempo de 2h21m36. A maratonista valorizou o fato de voltar a competir novamente na Serra do Rio Rastro, já que é seu local preferido de treinos.

“Foi maravilhoso, isso aqui é o quintal de casa, é o lugar que eu amo treinar. É a realização de um sonho estar aqui mais um ano e ser campeã dos 25k”, vibrou a vencedora.

Na categoria de 42km, os grandes vencedores foram os atletas José Eraldo, com o tempo de 3h12m49s, e Luciane de Medeiros Pereira, com o tempo de 3h58m52s.

Impacto econômico na região

No decorrer desses 10 anos foram realizadas 14 etapas do evento e foi arrecadado cerca de R$ 400 mil reais para doações à instituições nas vagas de caridade.

Gustavo Bettu, Gerente do Mensageiro da Montanha, comentou sobre a importância da Uphill na região. “A Uphill Marathon foi um divisor de águas para nossa cidade, mudou a realidade turística e econômica do município. Além disso, trouxe visibilidade para região, trouxe os amantes do esporte e renda para todos os envolvidos. Nós do Mensageiro da Montanha Café e Restaurante ficamos felizes em participar deste grande evento”, comentou o comerciante.

Após a etapa catarinense, a Uphill Marathon desembarca no Corcovado (RJ) no dia 25 de novembro e as inscrições estão abertas no site https://uphillmarathon.com.br/corcovado-23/

Fonte: Agência Esporte&Negócio – @esporteenegocio

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *