11 de julho de 2024

Esquadrilha da Fumaça foi a grande atração do domingo sem competição no Vivo Rio Pro

0

Próxima chamada só na terça-feira para o campeonato, os surfistas fizeram uma sessão de treinos no domingo, esquadrilha da Fumaça atraiu uma multidão em Itaúna e a Vila dos Patrocinadores bombou nos primeiros dias

Exibição do Esquadrão de Demonstração Aérea da Força Aérea Brasileira. Foto: @WSL/Daniel Smorigo.

A Praia de Itaúna já amanheceu com um bom público no domingo, mas as ondas ainda não estavam boas para iniciar o Vivo Rio Pro apresentado por Corona em Saquarema. As condições do mar não vão melhorar na segunda-feira, então a próxima chamada para abrir a etapa brasileira do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT), será só na terça-feira na Praia de Itaúna. Mas, a Vila dos Patrocinadores fica aberta com várias ativações rolando o dia todo. No domingo, a grande atração foi a Esquadrilha da Fumaça, que lotou a praia e arredores para assistir as acrobacias dos pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB).

Foi no Rio Pro do ano passado, quando aconteceu a primeira demonstração de aviões em um campeonato de surfe no mundo. Igualmente, o público vibrou intensamente com a apresentação no domingo e o dia foi encerrado com os shows musicais no espaço BB Som & Surf da Vila dos Patrocinadores. Pela manhã, as principais estrelas atraíram a atenção da torcida, com a área de competição no Point de Itaúna, ficando reservada para uma sessão de treinos livres dos surfistas.

Domingo de ondas pequenas ainda na Praia de Itaúana para iniciar o Vivo Rio Pro. Foto: @WSL/Thiago Diz.

“A gente fez duas chamadas hoje (domingo), as 7h30 e as 8h30. Apesar do swell mostrar alguma melhora em relação à ontem, o consenso é que as ondas estão fracas ainda para iniciar a competição”, disse Renato Hickel, diretor técnico e vice-comissário da World Surf League. “A segunda-feira também está ‘off’ (sem competição) e amanhã a gente faz um update da próxima chamada. Em comunicação com os atletas, foi decidido reservar a área do campeonato para eles fazerem uma sessão de treinamento, das 10h00 ao meio-dia no dia de hoje. E vamos esperar o swell verdadeiro, que entra no meio dessa semana”.

Renato Hickel também destacou a importância do Rio Pro nesta reta final da temporada. Depois da etapa brasileira, só tem mais uma em agosto nas Ilhas Fiji, para definir os top-5 e as top-5 que irão decidir os títulos mundiais de 2024 no Lexus WSL Finals, em setembro em Trestles, na Califórnia. É ainda mais importante para os brasileiros que estão na porta de entrada dos top-5. Gabriel Medina é o sexto do ranking, com Italo Ferreira em sétimo e o oitavo é Yago Dora, atual campeão do Vivo Rio Pro.

Yago Dora aproveitou a sessão extra de treinos livres na manhã do domingo. Foto: @WSL/Daniel Smorigo.

No momento, John John Florence está na frente do ranking, com Jack Robinson em segundo lugar, Griffin Colapinto em terceiro, Ethan Ewing em quarto e Jordy Smith fechando os top-5 com 24.790 pontos, contra 24.235 do Medina, 24.045 do Italo e 23.835 do Yago. O ranking feminino é liderado pela campeã do Vivo Rio Pro em Saquarema no ano passado, Caitlin Simmers, com a campeã mundial Caroline Marks em segundo, Brisa Hennessy em terceiro, Molly Picklum em quarto e Johanne Defay em quinto. A brasileira Tatiana Weston-Webb ocupa a oitava posição.

Muitos surfistas aproveitaram a sessão extra de treinamento e a torcida também, para ver seus ídolos de perto. Eles eram anunciados quando passavam pela passarela do Rio Pro em Saquarema, a caminho do mar. Quando voltavam, todos os surfistas e as meninas paravam para atender aos fãs pacientemente, dando autógrafos e tirando selfies com o público que encheu a praia no domingo de Sol e calor. As ondas estavam muito pequenas, mas alguns deram seu show dentro d´água.

A passarela do Vivo Rio Pro para os surfistas entrarem no mar na Praia de Itaúna. Foto: @WSL/Thiago Diz.

Um dos primeiros a entrar no mar foi o Samuel Pupo, que só saiu cerca de 1h30 depois: “Foi legal, muito legal. Infelizmente não tinha muitas ondas, mas deu pra testar um pouco as pranchas. Tem dado poucas ondas esses dias, então acho que a maioria está na mesma situação, sem testar as pranchas direito. Espero que tenha mais ondas, pra gente conseguir performar melhor e saber a prancha certa para usar”.

Samuca é um dos convidados do Rio Pro esse ano e já construiu uma história em Saquarema, onde em 2022 fez sua primeira final na divisão de elite da World Surf League, mas não conseguiu impedir o tricampeonato consecutivo do Rei do Rio, Filipe Toledo. Já no ano passado, Samuel Pupo venceu nas mesmas ondas de Itaúna, o Corona Saquarema Pro que fechou o Challenger Series 2023 e garantiu sua reclassificação para o CT deste ano.

Samuel Pupo vai ser o primeiro brasileiro a estrear no Vivo Rio Pro 2024. Foto: @WSL/Thiago Diz.

“Eu tenho um histórico bom aqui, me sinto muito bem sempre que venho para cá, gosto muito da onda, do balanço dela, sinto que meu surfe se encaixa muito bem na onda e estou feliz demais em estar aqui mais uma vez”, disse Samuca, que será o primeiro brasileiro a competir no Vivo Rio Pro neste ano em Saquarema. Ele está na terceira bateria, com os australianos Jack Robinson e Ryan Callinan. O vencedor passa direto para as oitavas de final, mas os perdedores têm outra chance na repescagem.

VILA DOS PATROCINADORES – O show dos melhores surfistas do mundo ainda não começou, mas as ativações da Vila dos Patrocinadores para o público, bombaram no fim de semana na Praia de Itaúna. A cidade de Saquarema está lotada e o Esquadrão de Demonstração Aérea foi a grande atração do domingo na Capital Nacional do Surf. No ano passado, o Rio Pro se tornou o primeiro campeonato de surfe do mundo, a ter uma apresentação de acrobacias de aviões. Além do show dos pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB), o público aproveitou as várias atrações da Vila dos Patrocinadores.

Estrelas do surfe fazem sessões de autógrafos para os fãs nestes dias sem competição e muitos se divertiram na piscina de ondas do estande da Vivo. No do Banco do Brasil, eram grandes as filas para o Desafio Radical e a Tirolesa. Outros sentiram a sensação de surfar na prancha mecânica do estande Natura Kaiak. No da Mãe Terra, tem degustação da granola preferida dos surfistas e na Corona é possível pegar um kit de praia, com duas cadeiras e guarda-sol, para assistir as baterias. Outros patrocinadores também estão fazendo ativações e todo fim de tarde tem shows musicais no espaço BB Som & Surfe.

RIMEIRA FASE DO VIVO RIO PRO EM SAQUAREMA:

CATEGORIA FEMININA – 1.a=Quartas de Final /  2.a e 3.a=Repescagem:
1.a: Molly Picklum (AUS), Johanne Defay (FRA), Sawyer Lindblad (EUA)
2.a: Caitlin Simmers (EUA), Tatiana Weston-Webb (BRA), Tainá Hinckel (BRA)
3.a: Caroline Marks (EUA), Bettylou Sakura Johnson (HAV), Sophia Medina (BRA)
4.a: Brisa Hennessy (CRC), Gabriela Bryan (HAV), Luana Silva (BRA)

CATEGORIA MASCULINA – 1.o=Oitavas de Final /  2.o e 3.o=Repescagem:
1.a: Ethan Ewing (AUS), Cole Houshmand (EUA), Connor O´Leary (JPN)
2.a: Griffin Colapinto (EUA), Kanoa Igarashi (JPN), Seth Moniz (HAV)
3.a: Jack Robinson (AUS), Ryan Callinan (AUS), Samuel Pupo (BRA)
4.a: John John Florence (HAV), Ramzi Boukhiam (MAR), João Chianca (BRA)
5.a: Jordy Smith (AFR), Barron Mamiya (HAV), Imaikalani deVault (HAV)
6.a: Gabriel Medina (BRA), Rio Waida (IDN), Leonardo Fioravanti (ITA)
7.a: Italo Ferreira (BRA), Crosby Colapinto (EUA), Liam O´Brien (AUS)
8.a: Yago Dora (BRA), Jake Marshall (EUA), Matthew McGillivray (AFR)

RANKING DA WORLD SURF LEAGUE – 7 etapas:

TOP-20 DA CATEGORIA MASCULINA:
1.o- John John Florence (HAV) – 41.465 pontos
2.o- Jack Robinson (AUS) – 30.725
3.o- Griffin Colapinto (EUA) – 30.515
4.o- Ethan Ewing (AUS) – 27.250
5.o- Jordy Smith (AFR) – 24.790
6.o- Gabriel Medina (BRA) – 24.235
7.o- Italo Ferreira (BRA) – 24.045
8.o- Yago Dora (BRA) – 23.835
9.o- Jake Marshall (EUA) – 22.770
10.o- Crosby Colapinto (EUA) – 22.120
11.o- Rio Waida (IDN) – 21.055
12.o- Barron Mamiya (HAV) – 20.630
13.o- Cole Houshmand (EUA) – 20.630
14.o- Kanoa Igarashi (JPN) – 20.420
15.o- Ryan Callinan (AUS) – 20.130
16.o- Ramzi Boukhiam (MAR) – 20.130
17.o- Matthew McGillivray (AFR) – 19.480
18.o- Liam O´Brien (AUS) – 17.365
19.o- Leonardo Fioravanti (ITA) – 16.800
20.o- Imaikalani deVault (HAV) – 16.800

TOP-10 DA CATEGORIA FEMININA:
1.a- Caitlin Simmers (EUA) – 38.185 pontos
2.a- Caroline Marks (EUA) – 37.745
3.a- Brisa Hennessy (CRC) – 36.885
4.a- Molly Picklum (AUS) – 34.645
5.a- Johanne Defay (FRA) – 34.645
6.a- Gabriela Bryan (HAV) – 32.510
7.a- Bettylou Sakura Johnson (HAV) – 29.935
8.a- Tatiana Weston-Webb (BRA) – 29.015
9.a- Tyler Wright (AUS) – 26.460
10.a- Sawyer Lindblad (EUA) – 25.120

Fonte: João Carvalho – WSL Latin America Media Manager

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *