19 de maio de 2024

QS de Portugal: Italo Ferreira perde no round 3

0

QS10.000 EDP ​​Billabong Pro Ericeira retomou hoje em condições mais lentas em ondas de três a cinco pés na Ribeira d Ilhas. Brasil tenta manter hegemonia no QS 10000 de Portugal

Miguel Pupo segue firme com os bons resultados na perna européia. Foto: Poullenot/WSL

O Brasil já venceu as três etapas com status máximo QS 10000 deste ano e tenta manter essa hegemonia no EDP Billabong Pro Ericeira, que começou na terça-feira na Praia Ribeira D´Ilhas, em Ericeira, Portugal. Mesmo com algumas baixas importantes, onze brasileiros seguem na disputa do título após os três primeiros dias do último QS 10000 antes das finais do WSL Qualifying Series na Tríplice Coroa Havaiana. O confirmado no CT 2020,

Pupo foi o vencedor da etapa mais recente do QS 10000 em Pantín na Espanha e garantiu seu retorno ao grupo dos top-34, que disputa o título mundial no World Surf League Championship Tour, no último domingo lá mesmo em Portugal, com o terceiro lugar no QS 6000 Azores Airlines Pro. As outras duas foram conquistadas pelo também paulista Deivid Silva em Ballito, na África do Sul, e pelo catarinense Yago Dora, campeão do tradicional Vans US Open of Surfing em Huntington Beach, na Califórnia.

Miguel perto da liderança do QS em Portugal e Ítalo dá adeus

´Ítalo deu adeus ao evento em Ericeira nesta quina. Foto: Poullenot/WSL

Agora, Miguel Pupo pode até assumir a liderança do ranking em Ericeira, pois o número 1 e também já garantido no CT 2020 entre os dez indicados pelo QS, Jadson André, não passou da sua estreia em Ribeira D´Ilhas.

Outros três titulares da “seleção brasileira” na divisão de elite da World Surf League, também perderam de cara no QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira, Deivid Silva, Michael Rodrigues e Jessé Mendes. O potiguar Italo Ferreira ainda passou em segundo na dobradinha verde-amarela com o carioca Lucas Silveira na quarta-feira, porém foi eliminado na terceira fase, na bateria que fechou a quinta-feira em Portugal.

A quinta feira em Ericeira

Willian Cardoso disputa nesta sexta vaga no round 4 em Ericira. Foto: Poullenot/WSL

O terceiro dia até iniciou bem para o Brasil, com o saquaremense João Chianca e o paulista Thiago Camarão conquistando uma classificação dupla contra dois concorrentes diretos por vagas no G-10 do QS, o havaiano Barron Mamiya e o australiano Jack Robinson. O confronto seguinte fechou a segunda fase e o catarinense Willian Cardoso avançou em segundo, mas o uruguaio Marco Giorgi ficou em último.

Já a rodada dos 48 melhores não começou bem para os brasileiros. O capixaba Krystian Kymerson e o paulista Flavio Nakagima foram barrados pelos australianos Jacob Willcox e Morgan Cibilic. Depois, Miguel Pupo ganhou o confronto seguinte com três norte-americanos e o quinto do ranking, Jake Marshall, passou com ele.

Pupo agora vai encarar dois australianos na segunda disputa por vagas nas oitavas de final, Jacob Willcox e Ethan Ewing. Mais duas baterias fecharam a quinta-feira, com o peruano Lucca Mesinas e a estrela do CT, Italo Ferreira, saindo da briga pelo título do QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira.

Evento segue nesta sexta feira (26)

Thiago Camarão segue na briga. Foto: Poullenot/WSL

A sexta bateria ficou para abrir a sexta-feira às 7h30 na Praia Ribeira D´Ilhas, 3h30 da madrugada no Brasil, com Lucas Silveira e o irmão mais jovem de Miguel Pupo, Samuel, enfrentando o americano Patrick Gudauskas e o sul-africano Dylan Lightfoot.

Depois, tem Peterson Crisanto na segunda do dia, Ian Gouveia na terceira e Alejo Muniz na quarta. Na quinta, serão três sul-americanos disputando duas vagas, Yago Dora, Alex Ribeiro e o peruano Miguel Tudela. Na seguinte, Willian Cardoso compete junto com Thiago Camarão e o jovem João Chianca fecha a terceira fase contra três surfistas de outros países.

O QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira está sendo transmitido ao vivo da Praia Ribeira D´Ilhas pelo www.worldsurfleague.com e o fuso de Portugal é de 4 horas a mais de Brasília. A primeira chamada da sexta-feira é as 7h30 em Ericeira, 3h30 da madrugada no Brasil.

Fonte: João Carvalho – WSL South America Media Manager

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *