19 de maio de 2024

Revelação catarinense vence o Oi Pro Jr em Florianópolis

0

Heitor Muelher voando e se consagrando na praia da Joaquina, em Florianópolis. Foto: Márcio David

Com apenas 15 anos de idade Heitor Muller levou a melhor sobre o peruano Raul Rios depois de Isabela Saldanha conseguir a primeira vitória do Brasil contra a argentina Coco Cianciarulo

A torcida catarinense fez a festa com a vitória incrível do jovem surfista Heitor Mueller, de apenas 15 anos de idade, que usou os aéreos nas direitas da Praia da Joaquina para derrotar o peruano Raul Rios, 16 anos, na decisão do Oi Pro Junior Series de Florianópolis. Heitor pode ser considerada a maior revelação do surf estadual nos últimos anos, joia que vem sendo ‘lapidada’ pela Federação Catarinense de Surf  (Fecasurf ) desde 2018.

Na final feminina, também deu Brasil com a paulista Isabela Saldanha, 16 anos, conquistando igualmente sua primeira vitória na categoria Sub-18 do Circuito Sul-americano da WSL Latin America. Ela surfou a melhor onda da bateria para derrotar a argentina Coco Cianciarulo, 15 anos, que tinha eliminado as surfistas que brigavam pela segunda posição no ranking. 

Eu estou muito feliz, não dá nem pra acreditar, mas acertei aquele aéreo ali muito bom (nota 8,5) e estou muito feliz com toda a galera torcendo por mim”, disse Heitor Mueller, logo que chegou na arena do evento, depois de ser carregado pelos catarinenses após sair do mar. “Estou muito feliz, não sei nem o que falar, mas eu treinei muito com meu pai e a gente veio pra cá confiante, mas estou sem palavras e nem sei o que falar, só quero comemorar”.

Final Masculina a melhor bateria do evento: Estréia da ‘joia catarinense no Pro Jr.

Peruano Raul Rios (foto) e Heitor travaram uma batalha de direitas contra esquerdas. Heitor levou a melhor nas direitas e nos aéreos. Foto: Márcio David

A final masculina foi uma das melhores baterias nos dois dias do Oi Pro Junior Series na Praia da Joaquina. Heitor Mueller escolheu as direitas para mandar os aéreos de frontside, que já tinham lhe garantido a vitória na semifinal catarinense com Uriel Sposaro. Ele e o peruano Raul Rios travaram uma grande batalha, surfando uma onda atrás da outra, mas os voos do brasileiro fizeram a diferença. Raul fez parte do time sul-americano que disputou o Mundial Pro Junior no ano passado, enquanto Heitor está estreando no Sub-18 só esse ano.

O catarinense largou na frente com notas 6,00 e 4,25 nas primeiras direitas que pegou e o peruano preferiu as esquerdas para surfar de frontside também. Só que elas não estavam tão boas como no sábado e Heitor foi ampliando a vantagem a cada aéreo que completava. A disputa era quase onda a onda, com cada ataque de Raul Rios recebendo a resposta imediata de Heitor Mueller com uma nota maior. O melhor aéreo valeu 8,50, a maior nota do evento, que ele somou com o 6,80 da sua última onda, para vencer com o maior placar do Oi Pro Junior Series de Florianópolis, 15,30 a 13,15 pontos.

Queda dos líderes do Pro Jr e vitória sobre Lucas Vicente, que briga pela ponta do ranking foram decisivas

‘Joia’ lapidada pela Fecasurf arrebenta na Joaca. Foto: Mário David

Com apenas 15 anos de idade, Heitor foi o grande destaque do evento se firmando em batalhas surpreendentes com os principais concorrentes do Oi Pro Júnior Séries.

Já nas quartas de final, avançou para a próxima fase logo atrás do Campeão Catarinense Profissional de Surf, o jovem Uriel Spossaro. Nesta mesma bateria eliminaram um dos atletas que brigam pela ponta do ranking Pro Jr, o catarinense Lucas Vicente. No novo confronto que travaram nas semis, Heitor não deu chances para Uriel e levou a melhor no ‘tira teima’ e seguiu para grande final.

Final Feminina: Isabela conta com a sorte e muito surf para chegar a vitória

Isabela Saldanha contou com a sorte e ondas bem surfadas para levar a melhor. Foto: Márcio David

Depois de vencer as duas baterias contra as líderes do ranking, Coco Cianciarulo chegou como favorita na decisão e foi quem largou na frente com duas notas na casa dos 3 pontos. No entanto, não deu tanta onda boa como na final masculina e as duas não tiveram muitas oportunidades para mostrar o surfe que vinham apresentando. Isabela teve a sorte de pegar a melhor onda da bateria e aproveitou bem, fazendo duas manobras fortes que valeram nota 6,25. Com ela, confirmou a vitória por 8,65 a 6,75 pontos.

Estou muito feliz em vencer esse campeonato na minha primeira final no Pro Junior”, disse Isabela, que faz parte do grupo de atletas do Instituto Gabriel Medina. “Eu treinei muito para chegar aqui, então agora a gente vê que todo o esforço valeu a pena. Essa é a principal competição Sub-18 do mundo e é muito importante a gente ter um circuito aqui tão forte como esse, com sete etapas, pra dar mais chances para todos conseguirem resultados. Eu só tenho que dar os parabéns a Oi, porque não é fácil uma empresa tão grande investir nas categorias de base, então estamos todas felizes com esse apoio. A próxima etapa vai ser em casa, Maresias, então quero aproveitar para tentar outra vitória lá, porque agora entrei na briga pelas vagas para o Mundial e vou atrás disso”.

Últimas etapas: Mais duas chaces para classificação

Campeões do Oi Pro Jr SC. Foto: Márcio David

Depois de cinco etapas completadas neste domingo em Florianópolis, restam duas para definir os campeões sul-americanos da categoria para surfistas com até 18 anos de idade e os cinco classificados para o Mundial Pro Junior, três no masculino e duas no feminino. A próxima etapa é a quarta e última do Oi Pro Junior Series, nos dias 08 a 10 de novembro na Praia de Maresias, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. E a grande final acontece na semana seguinte, dias 14 e 15 em Mancora, no Peru.

O Oi Pro Junior Series é uma realização da World Surf League Latin America com patrocínio da Oi como naming rights e da Subway, com todas as quatro etapas contando com o portal Waves como parceiro de mídia e sendo transmitidas ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo www.waves.com.br. Esta terceira etapa em Santa Catarina também contou com o importante apoio da Prefeitura Municipal de Florianópolis, Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e Associação de Surf da Joaquina (ASJ).

Mais ação no Oi Pro Jr etapa SC


About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *