20 de abril de 2024

Seleção brasileira estreia com cinco classificações no MEO Rip Curl Pro Portugal

0

Samuel Pupo fez o maior somatório da quarta-feira, Caio Ibelli também estreia com vitória em Supertubos, Italo, Miguel e Yago passam em segundo nas baterias e no primeiro dia só rolou a rodada inicial dos homens

Samuel Pupo estreou fazendo o recorde de pontos da quarta-feira em Supertubos. Foto: @WSL/Damien Poullenot.

A seleção brasileira estreou com cinco classificações no terceiro desafio do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) 2024. Samuel Pupo fez o maior somatório da quarta-feira nas ondas de 4-6 pés em Supertubos e Caio Ibelli também estreou com vitória no MEO Rip Curl Pro Portugal. O bicampeão desta etapa, Italo FerreiraMiguel Pupo e Yago Dora, foram os outros brasileiros que passaram direto para a terceira fase, mas em segundo lugar nas suas baterias. Já Gabriel Medina e Deivid Silva, ficaram em último nas deles e terão que disputar a repescagem. No primeiro dia só rolou a rodada inicial masculina e a próxima chamada foi marcada para as 7h30 só da sexta-feira em Portugal, 4h30 da madrugada no fuso horário de Brasília.

A primeira fase feminina também estava programada para a quarta-feira, mas entrou um vento muito forte que acabou forçando o adiamento. Já está definido também que na quinta-feira não haverá competição, porque as previsões indicam que as condições do mar e do vento estarão desfavoráveis. Gabriel Medina e Deivid Silva são os únicos brasileiros que terão que passar pela repescagem em Peniche. Eles estão juntos na terceira eliminatória do MEO Rip Curl Pro Portugal e vão disputar duas vagas para a terceira fase com o australiano Ryan Callinan.

Gabriel Medina vai ter que disputar a repescagem no MEO Rip Curl Pro Portugal. Foto: @WSL/Damien Poullenot.

DVD foi o primeiro brasileiro a competir na quarta-feira e terminou em último contra os havaianos Barron Mamiya e Imaikalani deVault na segunda bateria do dia. Medina estreou junto com Samuel Pupo, que achou boas ondas para mostrar o seu surfe e fazer o maior somatório da primeira fase, 15,00 pontos, com notas 8,33 e 6,67. O italiano Leonardo Fioravanti passou em segundo com 11,80, contra 8,16 do tricampeão mundial, que no domingo festejou sua classificação para os Jogos Olímpicos com vitória em Porto Rico.

“Foi uma bateria bem divertida e tentei me posicionar mais distante dos outros competidores”, contou Samuel Pupo“Eu estava me sentindo bem confiante, consegui achar uma esquerda boa e fiz o meu trabalho. Eu cheguei aqui em Peniche antes de todo mundo, então tive mais tempo para me adaptar com o frio e treinar bastante. Surfei todos os dias bem cedo, para pegar um ritmo bom pra competir. Sei que estou precisando de um bom resultado para escapar do corte, então espero passar mais baterias aqui, do que foi lá em Pipeline e Sunset”.

Samuel Pupo jogando muita água com a força das suas manobras. Foto: @WSL/Damien Poullenot.

A seleção brasileira da WSL não teve um bom início de ano no Havaí. Apenas Italo FerreiraMiguel Pupo e Yago Dora, estão entre os 22 primeiros do ranking, grupo que será mantido na elite para a segunda metade da temporada. Os outros estão abaixo dos 22, então precisam de bons resultados nas três últimas etapas para escapar do corte, essa de Portugal e as duas da Austrália, em Bells Beach e Margaret River. Já as duas surfistas do time feminino, Tatiana Weston-Webb e Luana Silva, saíram do Havaí empatadas em sétimo lugar no ranking, ou seja, dentro do grupo das 10 primeiras que permanecerão na elite após Margaret River.

Antes do Samuca conseguir a primeira vitória da seleção brasileira no MEO Rip Curl Pro Portugal, o seu irmão mais velho, Miguel Pupo, tinha acabado de conquistar a primeira classificação na bateria anterior. Ele chegou a ganhar a maior nota do confronto, 6,33, mas foi superado por 11,27 a 10,50 pontos pelo marroquino Ramzi Boukhiam. Os dois mandaram o australiano Ryan Callinan para a repescagem. E depois da vitória do Samuel Pupo, aconteceu a primeira dobradinha verde-amarela em Supertubos esse ano, com Italo Ferreira e Caio Ibelli sobre o havaiano Ian Gentil.

Caio Ibelli conquistou a segunda vitória brasileira na dobradinha com Italo Ferreira. Foto: @WSL/Damien Poullenot.

O bicampeão do MEO Rip Curl Pro Portugal em 2018 e 2019, ano que conquistou o título mundial, Italo Ferreira, confirmou a segunda colocação com a nota 7,43 da sua melhor apresentação na quarta-feira. Caio Ibelli liderou toda a bateria e venceu por 13,90 pontos, somando 7,23 com 6,67. Italo passou em segundo lugar com 12,93 e Ian Gentil ficou em último com 10,73. E na última bateria do dia, Yago Dora se classificou com 11,80 pontos, contra 13,10 da vitória do português Frederico Morais. Os dois mandaram o australiano Liam O´Brien para a repescagem. 

A programação inicial era realizar a primeira fase masculina e a feminina também na quarta-feira. No entanto, o vento mudou e passou a agir negativamente na formação das ondas em Supertubos. Com isso, a direção técnica decidiu cancelar a estreia das mulheres e a próxima chamada para a continuação do MEO Rip Curl Pro Portugal, foi marcada só para a sexta-feira, as 7h30 em Peniche, 4h30 no Brasil. Isto porque as condições ficarão bem difíceis na quinta-feira, com mar muito grande e vento desfavorável.

Italo Ferreira confirmou a primeira dobradinha brasileira em Portugal. Foto: @WSL/Damien Poullenot.

RESULTADOS DA QUARTA-FEIRA EM PORTUGAL:

PRIMEIRA FASE – 1.o e 2.o=Terceira Fase / 3.a=Repescagem:
1.a: 1-Cole Houshmand (EUA)=10.10, 2-Connor O´Leary (JPN)=9.93, 3-Jake Marshall (EUA)=9.76
2.a: 1-Barron Mamiya (HAV)=11.77, 2-Imaikalani deVault (HAV)=10.07, 3-Deivid Silva (BRA)=9.84
3.a: 1-Callum Robson (AUS)=9.17, 2-Matias Canhoto (POR)=6.80, 3-Griffin Colapinto (EUA)=4.83
4.a: 1-Jacob Willcox (AUS)=11.24, 2-John John Florence (HAV)=7.27, 3-Marcos Mignot (FRA)=6.77
5.a: 1-Joan Duru (FRA)=13.96, 2-Ethan Ewing (AUS)=13.00, 3-Rio Waida (IDN)=9.67
6.a: 1-Jack Robinson (AUS)=14.76, 2-Crosby Colapinto (EUA)=11.20, 3-Joaquim Chaves (POR)=7.77
7.a: 1-Jordy Smith (AFR)=13.67, 2-Kade Matson (EUA)=11.00, 3-Matthew McGillivray (AFR)=6.96
8.a: 1-Seth Moniz (HAV)=12.60, 2-Eli Hanneman (HAV)=11.87, 3-Kanoa Igarashi (JPN)=11.50
9.a: 1-Ramzi Boukhiam (MAR)=11.27, 2-Miguel Pupo (BRA)=10.50, 3-Ryan Callinan (AUS)=8.43
10: 1-Samuel Pupo (BRA)=15.00, 2-Leonardo Fioravanti (ITA)=11.80, 3-Gabriel Medina (BRA)=8.16
11: 1-Caio Ibelli (BRA)=13.90, 2-Italo Ferreira (BRA)=12.93, 3-Ian Gentil (HAV)=10.73
12: 1-Frederico Morais (POR)=13.10, 2-Yago Dora (BRA)=11.80, 3-Liam O´Brien (AUS)=7.90

PRÓXIMAS BATERIAS DO MEO RIP CURL PRO PORTUGAL:

REPESCAGEM – 1.o e 2.o=Terceira Fase / 3.o=33.o lugar com 265 pontos:
1.a: Griffin Colapinto (EUA), Jake Marshall (EUA), Joaquim Chaves (POR)
2.a: Kanoa Igarashi (JPN), Matthew McGillivray (AFR), Marco Mignot (FRA)
3.a: Ryan Callinan (AUS), Gabriel Medina (BRA), Deivid Silva (BRA)
4.a: Ian Gentil (HAV), Liam O´Brien (AUS), Rio Waida (IDN)

PRIMEIRA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=Repescagem:
1.a: Caitlin Simmers (EUA), Isabella Nichols (AUS), Alyssa Spencer (EUA)
2.a: Molly Picklum (AUS), Luana Silva (BRA), Sophie McCulloch (AUS)
3.a: Caroline Marks (EUA), Gabriela Bryan (HAV), Francisca Veselko (POR)
4.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV), Lakey Peterson (EUA), Sawyer LIndblad (EUA)
5.a: Johanne Defay (FRA), Tatiana Weston-Webb (BRA), India Robinson (AUS)
6.a: Tyler Wright (AUS), Brisa Hennessy (CRC), Sally Fitzgibbons (AUS)

Fonte: João Carvalho – WSL Latin America Media Manager

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *