19 de junho de 2024

Surfistas já escalados para estrear no Vivo Rio Pro apresentado por Corona em Saquarema

0

Filipe Toledo começa a defender o título contra Kelly Slater, enquanto o saquaremense João Chianca compete na segunda bateria. Samuel Pupo e Silvana Lima reforçam a seleção brasileira, e o prazo da etapa brasileira do CT será iniciado na sexta-feira (23)

Em 2022 foi instalada a maior arena do mundo que se repetirá esse ano em Itaúna. Foto: @WSL/Thiago Diz

Está chegando a hora do show dos melhores do mundo no Maracanã do surfe brasileiro. Todos já estão escalados para estrear no Vivo Rio Pro apresentado por Corona em Saquarema, a Capital Nacional do Surf da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. O tricampeão consecutivo da etapa brasileira do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT), Filipe Toledo, vai começar a defender o título na terceira bateria, contra o maior ídolo do esporte, Kelly Slater. O saquaremense João Chianca compete na segunda e Samuel Pupo e Silvana Lima reforçam a seleção brasileira da WSL nas ondas da Praia de Itaúna.

O prazo do Vivo Rio Pro apresentado por Corona começa na sexta-feira e vai até o dia 1.o de julho em Saquarema. Esta será a oitava das dez etapas do CT 2023, que vão definir os top-5 e as top-5 para disputar os títulos mundiais no Rip Curl WSL Finals, em setembro em Trestles, na Califórnia, Estados Unidos. Filipe Toledo é o vice-líder no ranking liderado pelo californiano Griffin Colapinto e a disputa entre eles pela lycra amarela, será fase a fase na Praia de Itaúna. João Chianca é o terceiro colocado e Gabriel Medina ocupa a quinta posição, fechando o grupo dos top-5, assim como Tatiana Weston-Webb no ranking feminino. 

Como já vem acontecendo desde que a etapa brasileira do CT mudou para Saquarema em 2017, a expectativa é de que a Praia de Itaúna já fique lotada no primeiro dia. Mas, o Vivo Rio Pro apresentado por Corona também poderá ser assistido ao vivo pelos canais Sportv e pelo WorldSurfLeague.com e Aplicativo WSL. A cada dia, a direção técnica da World Surf League analisa as condições do mar e as previsões nas primeiras horas da manhã, para decidir se haverá competição ou não, bem como qual categoria entrará primeiro no mar.

O local de Saquarema, João Chianca, competindo como convidado em 2022. Foto: @WSL/Daniel Smorigo.

Se a escolha for pela masculina, o Vivo Rio Pro apresentado por Corona vai começar com brasileiros estreando nas cinco primeiras baterias do dia. Nesta rodada inicial, os vencedores avançam direto para as oitavas de final, mas os perdedores têm outra chance de classificação na segunda fase, quando começam os duelos eliminatórios. Na primeira bateria, tem Caio belli contra o australiano Ethan Ewing e o indonésio Rio Waida. No ano passado, Caio ganhou a primeira nota 10 da sua carreira no CT, em um tubaço na Praia de Itaúna.

Ethan Ewing defende a quarta posição no ranking e na sequência entra o terceiro colocado, o local de Saquarema, João Chianca, com o sul-africano Matthew McGillivray e o havaiano Seth Moniz. Na terceira, Filipe Toledo começa a defender uma invencibilidade de três anos sem perder nenhuma bateria em Saquarema. Ele vai estrear contra o australiano Callum Robson e o maior ídolo do esporte em todos os tempos, Kelly Slater. A última vez que o GOAT competiu no Brasil foi em 2019, quando foi eliminado pelo próprio Filipe nas oitavas de final.

O tricampeonato consecutivo de Filipe Toledo em Saquarema no ano passado, foi conquistado numa final brasileira com Samuel PupoSamuca perdeu sua vaga na elite no corte do meio da temporada, mas foi convidado pela World Surf League para participar do Vivo Rio Pro apresentado por Corona na Praia de Itaúna. Ele entra na bateria seguinte a do Filipe Toledo, com dois surfistas que se enfrentaram nas semifinais da etapa de El Salvador na última sexta-feira, o líder do ranking, Griffin Colapinto, e o australiano Liam O´Brien.

Samuel Pupo foi vice-campeão na final brasileira do ano passado em Saquarema. Foto: @WSL/Daniel Smorigo.

Na bateria seguinte, tem participação dupla do Brasil valendo apenas uma classificação direta para as oitavas de final, com o tricampeão mundial Gabriel Medina e Yago Dora enfrentando Ian Gentil. O havaiano também foi semifinalista em El Salvador, onde só perdeu para o campeão do evento, Filipe Toledo. No caminho até o seu melhor resultado no CT, Ian Gentil passou por João Chianca e Italo Ferreira, que vai fechar a primeira fase. Os adversários do campeão mundial serão o italiano Leonardo Fioravanti e o japonês Kanoa Igarashi, que ele derrotou na primeira final olímpica da história do surfe, nos Jogos de Tóquio.

CATEGORIA FEMININA – Se a decisão da direção técnica for iniciar o Vivo Rio Pro apresentado por Corona pela categoria feminina, o Brasil vai estrear em Saquarema só na segunda bateria. É nela que foi escalada o maior nome do surfe brasileiro feminino em todos os tempos, a duas vezes vice-campeã mundial, Silvana Lima. A cearense já terá um duro teste em sua primeira apresentação, a defensora do título da etapa brasileira e pentacampeã mundial, Carissa Moore, além da também experiente norte-americana, Lakey Peterson. 

Na primeira fase feminina, as vitórias valem passagem direta para as quartas de final, mas as duas perdedoras também têm uma segunda chance de avançar na repescagem. A outra participante do Brasil é Tatiana Weston-Webb, que defende a quinta posição no ranking e a classificação para o Rip Curl WSL Finals. Ela está na quarta e última bateria, com a californiana Caroline Marks, campeã da etapa de El Salvador e número 3 do ranking, além da também jovem havaiana Bettylou Sakura Johnson.

Tatiana Weston-Webb na Praia de Itaúna no ano passado. Foto: @WSL/Daniel Smorigo.

RETA FINAL DA TEMPORADA – O Vivo Rio Pro apresentado por Corona inaugura a reta final da batalha por vagas no Rip Curl WSL Finals e também para os Jogos de Paris 2024. Os rankings da World Surf League classificam 10 homens e 7 mulheres para disputar as medalhas nos tubos de Teahupoo, no Taiti, um máximo de 2 por país em cada categoria.

Por ser a única brasileira na elite, Tatiana Weston-Webb já está com sua vaga confirmada para as Olímpiadas da França. Mas, a disputa pelas duas vagas masculinas no time do Brasil, está aberta e pode até ser definida no Rip Curl WSL Finals em Trestles caso mais de dois fiquem entre os top-5 como está agora, com Filipe ToledoJoão Chianca e Gabriel Medina.

Depois do Vivo Rio Pro apresentado por Corona promover a oitava etapa no Brasil, só restarão duas para fechar o World Surf League Championship Tour 2023, em julho na África do Sul e em agosto no Taiti, para definir os 5 homens e as 5 mulheres que irão disputar os títulos mundiais da temporada. No momento, estão se classificando o americano Griffin Colapinto e o australiano Ethan Ewing junto com os três brasileiros, mas ainda tem Italo Ferreira se aproximando, em oitavo no ranking. Ele foi vice-campeão mundial na final contra Filipe Toledo em Trestles no ano passado e quer defender a sua medalha de ouro nos Jogos de Paris.

Cartão postal de Saquarema, a Igreja Nossa Sra. de Nazaré vista da Praia de Itaúna. Foto: @WSL/Daniel Smorigo.

 

ATRAÇÕES EXTRAS – Além do show garantido dos melhores surfistas do mundo dentro d´água, o Vivo Rio Pro apresentado por Corona vai promover várias atrações extras para a torcida que sempre lota a Praia de Itaúna. Os patrocinadores estão preparando atividades que serão realizadas até nos dias que não houver competição, por falta de boas ondas. A etapa brasileira é a que monta a maior arena de campeonatos de surfe no mundo, são mais de 3.000 m2 de área construída nas areias de Itaúna, incluindo os estandes dos patrocinadores. 

Neste ano, vai acontecer até uma apresentação inédita do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) da Força Aérea Brasileira (FAB), popularmente conhecido como Esquadrilha da Fumaça, em Saquarema. O espetáculo está marcado inicialmente para o domingo, dia 25 de junho, às 16h00 na Praia de Itaúna. Será um marco histórico em competições de surfe, pois apresentações militares em eventos esportivos, só aconteceram no Super Bowl e Fórmula 1.

BATERIAS DO VIVO RIO PRO EM SAQUAREMA:

PRIMEIRA FASE – 1.o=Oitavas de Final / 2.o e 3.o=Segunda Fase:
1.a: Ethan Ewing (AUS), Caio Ibelli (BRA), Rio Waida (IDN)
2.a: João Chianca (BRA), Matthew McGillivray (AFR), Seth Moniz (HAV)
3.a: Filipe Toledo (BRA), Callum Robson (AUS), Kelly Slater (EUA)
4.a: Griffin Colapinto (EUA), Liam O´Brien (AUS), Samuel Pupo (BRA)
5.a: Gabriel Medina (BRA), Yago Dora (BRA), Ian Gentil (HAV)
6.a: Jack Robinson (AUS), Ryan Callinan (AUS), Barron Mamiya (HAV)
7.a: John John Florence (HAV), Connor O´Leary (AUS), Jordy Smith (AFR)
8.a: Italo Ferreira (BRA), Leonardo Fioravanti (ITA), Kanoa Igarashi (JPN)

PRIMEIRA FASE – 1.a=Quartas de Final /  2.a e 3.a=Segunda Fase:
1.a: Molly Picklum (AUS), Stephanie Gilmore (AUS), Gabriela Bryan (HAV)
2.a: Carissa Moore (HAV), Lakey Peterson (EUA), Silvana Lima (BRA)
3.a: Tyler Wright (AUS), Caitlin Simmers (EUA), Johanne Defay (FRA)
4.a: Caroline Marks (EUA), Tatiana Weston-Webb (BRA), Bettylou Sakura Johnson (HAV)

RANKINGS DA WORLD SURF LEAGUE – 7 etapas:

TOP-10 DA CATEGORIA MASCULINA:
1.o: Griffin Colapinto (EUA) – 42.890 pontos
2.o: Filipe Toledo (BRA) – 41.660
3.o: João Chianca (BRA) – 36.320
4.o: Ethan Ewing (AUS) – 32.215
5.o: Gabriel Medina (BRA) – 28.025
6.o: Jack Robinson (AUS) – 27.875
7.o: John John Florence (HAV) – 24.885
8.o: Italo Ferreira (BRA) – 23.835
8.o: Leonardo Fioravanti (ITA) – 23.835
10.o: Connor O´Leary (AUS) – 23.630
——-outros brasileiros:
12.o: Yago Dora (BRA) – 22.120 pontos
13.o: Caio Ibelli (SP) – 20.130

TOP-10 DA CATEGORIA FEMININA:
1.a: Carissa Moore (HAV) – 45.575 pontos
2.a: Tyler Wright (AUS) – 42.095
3.a: Caroline Marks (EUA) – 39.040
4.a: Molly Picklum (AUS) – 36.780
5.a: Stephanie Gilmore (AUS) – 29.015
5.a: Tatiana Weston-Webb (BRA) – 29.015
7.a: Caitlin Simmers (EUA) – 28.660
8.a: Lakey Peterson (EUA) – 23.405
8.a: Gabriela Bryan (HAV) – 23.405
8.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV) – 23.405 

Fonte: João Carvalho – WSL Latin America Media Manager

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *